Casa de mãe, a melhor casa do mundo

Casa de mãe, a melhor casa do mundo

Por que achamos que é o lugar mais gostoso do mundo?

Não tem jeito. Toda vez que vamos visitar nossa mãe na casa dela, sentimos aquela coisa gostosa de visitarmos a casa onde vivemos nossa infância e temos boas recordações, ou simplesmente a casa onde vivemos bons momentos mesmo não tendo morado lá na infância. Seja a situação que for, uma coisa é certa, a casa da nossa mãe é uma casa extremamente aconchegante.

Não importa se já viajamos o mundo todo ou se moramos em um belo apartamento com vista pro mar, o melhor lugar do mundo vai ser a casa da mãe da gente. A casa que você chega e logo se sente em casa. Se acomoda no sofá para assistir TV, abre a geladeira, mexe na panela na hora do almoço.

Ah…o almoço.

A comida de mãe é, sem dúvida alguma, a coisa que mais define uma casa de mãe. Mesmo para aquelas mães que não sabem cozinhar tão bem ou que não sabem cozinhar nem um “arrozinho”. A comida de mãe é o que importa. Comer na casa da mãe.

Mas temos outros motivos pra amar a casa da nossa mãe além da comida, não é mesmo?

Essa casa é onde está aquele cheirinho que só a casa dela tem. O cheirinho da roupa, o cheirinho do estofado do sofá, o cheirinho das mobílias, dos quartos, da cozinha. Aquele cheiro que começa a ficar igual o cheiro da casa da nossa avó, que nos traz lembranças da infância, dos almoços em família, das visitas inesperadas para tomar um café e comer um pedaço de bolo. E você percebe que a casa da sua mãe está criando essa mesma forma, mas do jeito dela. E não faz diferença o estilo da decoração, mas sim que sua mãe fez questão de ir mudando tudo na casa ao gosto dela, mas mesmo assim você consegue se lembrar de cada detalhe de como a casa era antes.

Você se lembra da sua infância e volta a ser criança, mesmo sem admitir isso, porque a sua mãe conhece você mais que você mesmo e perto dela, você se sente como uma criança novamente e volta a rir das mesmas coisas que ria antigamente.

A casa da nossa mãe também é o colo que acalenta. Aquele colo que só ela pode dar para nos acalmar e nos tranquilizar. É o lugar confortável como um abraço, o lugar que você chega e vai ser sempre bem recebido, mesmo que ela esteja com a casa toda desarrumada ou esteja brava com você por não ter ligado para ela.

Ela é a sua segunda casa com certeza. Se você já tem a sua casa, seja sua ou alugada, sabe que na casa da sua mãe você sempre terá um cantinho. Pode ser apertado, pode nem ser mais seu antigo quarto, mas sempre vai ser confortável e receptivo o suficiente para você ter certeza que ali também é o seu lar.

Enfim, mãe é mãe. E por mais que a mãe mude de casa, a casa dela vai ser sempre a casa da mãe, a melhor casa do mundo.

2 comentários

Deixe uma resposta