10 Plantas para ter em apartamentos e imóveis pequenos

Cultivar plantas ou flores parece uma atividade reservada apenas àquelas pessoas que possuem amplos espaços verdes em quintais de casas térreas, certo? Hoje em dia, isso não é mais verdade. O paisagismo evoluiu consideravelmente neste sentido e atualmente já é possível ter um belo jardim dentro de um apartamento, mesmo que ele seja pequeno.

Aliás, isso é cada vez mais comum nos dias de hoje: casais e até mesmo famílias pequenas vivendo em pequenos apartamentos na cidade, devido à vida corrida e agitada do trabalho e os custos mais altos – porém, ainda assim, menores do que ter uma casa fora da cidade – de morar na zona urbana.

Mas morar em um apê não significa abrir mão da jardinagem. A ideia é adaptar essa atividade para uma realidade com menos espaço. Dessa forma, você consegue plantar temperos, por exemplo, ou até mesmo alguns tipos de plantas e flores.

E para ajudar você no planejamento da sua hortinha ou mini-jardim, vamos dar algumas dicas de 10 plantas ótimas para apartamentos e imóveis pequenos e como fazer para cultivá-las.

1- Suculentas em apartamentos

Comecemos pela opção mais clássica de todas: as suculentas.

Além de ser uma super tendência de decoração, essa planta é uma das mais fáceis para cuidar, pois exige uma pequena quantidade de água, já que ela têm a capacidade de armazenar água em suas folhas, e pouquíssima manutenção no que se refere aos cuidados com as folhas. Isso significa que elas são uma ótima alternativa para áreas fechadas ou pequenas como apartamentos.

É bom lembrar que todo cacto é uma suculenta, mas nem toda suculenta é um cacto. Existem cerca de 9 famílias de suculentas e a cactaceae é apenas uma delas. As suculentas são bem interessantes como plantas para interior por terem as raízes bem pequenas, ou seja, podem ser plantadas em pequenos vasos, o que facilita bastante a decoração de banheiros, por exemplo.

As suculentas geralmente sofrem mais com o excesso do que com a falta de água, então lembre-se de não regar com frequência diária. Na verdade, o jeito certo de saber se ela precisa de mais água é sentindo a umidade do substrato com a ponta dos dedos. Outra boa dica é evitar molhar as folhas para que elas não apodreçam. Além disso, não esqueça de deixá-las bem expostas ao sol, já que a luminosidade não é suficiente para a planta.

2- Orquídeas em imóveis

As orquídeas são flores lindas para decorar seu apartamento e trazem muita sofisticação para o ambiente. Assim como as suculentas, existem diversas espécies de orquídeas, mas a espécie mais adaptada a pequenos ambientes é a orquídea borboleta, cujo nome científico é phalaenopsis.

Por ser uma flor mais sensível, é necessário tomar alguns cuidados para cultivá-la como, por exemplo, a exposição ao sol. Essa é uma questão complexa, já que depende da posição do apartamento em relação ao sol mas, se for possível, é bom escolher as faces norte e leste do imóvel para posicionar suas orquídeas, pois elas permitem que o sol incida de forma mais amena nas plantas.

Outra questão importante é que, quanto mais alto o andar, mais complexo é o cultivo por conta do excesso de ventos. Isso afeta diretamente as orquídeas porque elas secam com maior facilidade. Neste caso, existem algumas técnicas como regar com maior frequência a orquídea ou usar substratos que retenham umidade, como o coxim de coco e o esfagno.

3- Begônia 


As begônias são opções bastante coloridas para o apartamento e exigem poucos cuidados no geral. Combinam muito bem com ambientes como a sala de estar, a de jantar ou uma varanda.

Elas não são tão sensíveis, por isso, possuem uma boa resistência a ambientes fechados, além de não gostarem muito de vento e de calor excessivo. Elas podem ser plantadas em vasos ou canteiros, trazendo delicadeza e alegria para o seu lar.

4- Lança de São Jorge, dica da Imobiliária Guaíra

Essa espécie depende pouquíssimo de água e luz – só precisa ser irrigada uma vez a cada duas semanas e pode viver em ambientes com menor luminosidade natural – e vive bem em ambientes com ar-condicionado, combinando bem com espaços mais clean onde a parede e as cores leves ganham mais destaque na decoração.

Ambas espécies – a lança de São Jorge ou a Espada de São Jorge – são plantas tóxicas, o que significa que se você tem crianças e/ou animais em casa, o melhor a fazer é escolher outra espécie de planta para cultivar em casa. Se este não for o seu caso e você preferir esta planta, lembre-se que ela possui um formato cilíndrico e vertical, se encaixando bem em espaços limitados.

5- Zamioculca, planta de apartamento

Esta é uma das plantas mais populares para decorar apartamentos e ainda por cima não pede muitos cuidados no cultivo. Ela não gosta de contato direto com o sol e precisa de água apenas uma vez por semana para ter tudo o que precisa para se manter viva e vistosa.

Assim como a lança de São Jorge, a Zamioculca é uma planta venenosa não indicada para apartamentos com crianças pequenas ou animais de estimação. Entretanto, para quem pode ter uma planta dessas, é bom saber que sua resistência é incrível já que consegue se manter bonita e bastante viva mesmo se esquecermos de cuidar dela por alguns dias.

6- Antúrio, outra dica da Imobiliária

Outra boa opção para ambientes com pouca iluminação natural, o Antúrio é cultivado em pequenos vasos e possui cores vibrantes. A única coisa que deve ser evitada é cultivá-la em ambientes sem nenhuma luz como escritórios fechados, pois isso prejudica seu crescimento. Além disso, sua irrigação é extremamente necessária, devendo ser feita de 3 a 4 vezes por semana, dependendo da umidade local.

7- Palmeira-leque em apartamentos

Com folhagem robusta e chamativa, precisa de um ambiente com luminosidade indireta e irrigação constante: de 3 a 4 vezes por semana na terra do vaso, tal qual o Antúrio, e borrifadas de água nas folhas para manter a umidade ideal. Também ideal para imóveis iluminados ou para próximo à janelas e varandas.

8- Lírio da paz, planta ideal para apartamentos

Assim como a Espada, a Lança de São Jorge e a Zamioculca, esta espécie é tóxica, então é bom mantê-la longe de crianças e animais. Possui folhas brancas que não podem receber luz direta do sol senão serão queimadas.

Ambientes com bastante sombra são ótimos para esta espécie. Além disso, ela precisa de um solo um tanto quanto úmido com uma média de 3 irrigações por semana. Ela pode chegar a no máximo 50 centímetros, e representa uma ótima escolha para quem deseja uma planta com florada abundante. Elas costumam se abrir nas épocas mais quentes do ano, com cores claras e frequentemente branca, sendo relacionadas à um símbolo da paz.

9- Violeta

Extremamente conhecidas por quem gosta de cultivar plantas e flores, costumam dar um ar mais colorido, vivo ao ambiente e ideal para apartamentos. Essa flor precisa de irrigação de 2 a 3 vezes por semana e pode ser cultivada em pequenos vasos e colocadas em qualquer ambiente sem luz solar direta, mas com bastante luminosidade, e dependem de poucos cuidados para florirem muitas vezes por ano.

A temperatura equilibrada tanto durante o dia, quanto à noite, faz toda a diferença. Em temperaturas muito altas acima de 30°C, por exemplo, prejudicam as violetas. Temperaturas abaixo de 21°C também inibem o seu florescimento.

10- Pleomele e mais uma dica da Imobiliária Guaíra

Uma das espécies menos conhecidas pela população, esta é uma planta tropical e bastante bonita, com uma cor esverdeada muito característica de sua espécie.

É bem resistente, então não precisa de tantos cuidados. É bom evitar o contato direto da planta com o sol em regiões com maior incidência solar, como a região equatorial e tropical, pois os raios solares podem danificar a planta. Ela também não gosta de ambientes com ar-condicionado, pois sua planta não irá se desenvolver plenamente.

Quanto ao solo e à irrigação: utilize uma mistura de adubo orgânico com areia grossa para o solo e verifique a umidade do solo inserindo o dedo verticalmente no solo para sentir se a areia está seca ou úmida na camada abaixo, onde fica a raiz da sua pleomele. A ideia é deixar o solo úmido e não encharcado.

Gostou do artigo? Veja outros também ou acesse nosso site para mais informações: http://www.guairaimoveis.com.br/

2 comentários

Deixe uma resposta