A Guaíra já falou aqui em outro artigos sobre como investir em imóveis pode representar uma ótima forma de renda passiva extra e também se vale realmente a pena investir em um imóvel. E para fazer desse um bom investimento é preciso ter em mente que o processo de compra e venda é longo, com algumas burocracias e exige um conhecimento do mercado imobiliário por parte de quem está investindo para evitar dores de cabeça.

Falamos isso, pois é bastante fácil ficar frustrado quando se tem uma casa ou apartamento há semanas ou meses no mercado sem resposta quando você não sabe realmente que a venda de um imóvel demora um tempo considerável para ser efetivada, em especial, quando o imóvel possui valores maiores ou está um pouco mais velho.

Por isso, é essencial que você não tenha pressa na venda de um imóvel para acertar uma dívida grande, por exemplo, já que essa pressa pode te fazer perder uma boa parcela do valor total do imóvel. Se o comprador nota sua pressa na negociação pode usar isso contra você mesmo, te fazendo perder o poder de valorização do imóvel.

Então, já que você está tentando vender seu imóvel, pensamos em algumas estratégias para te ajudar no processo, seja para vender um apartamento ou uma casa.

Confira algumas dicas a seguir:

1. Você precisa saber quem é seu público

Não são apenas os proprietários ou corretores de imóveis comerciais que precisam conhecer bem o público para que vendem. Você, como proprietário de imóvel residencial, também precisa saber bem quem é o seu público-alvo.

E conhecer bem o público-alvo é conhecer seu comportamento no dia a dia, sua rotina, seu comportamento de compra, além das melhores formas de contato com esse público. Isso tudo influencia na escolha das melhores táticas de venda para atingir esses potenciais compradores com maior eficiência.

Quer um exemplo?

Imagine que você vai vender um apartamento de luxo. Seu público definitivamente tem dinheiro para investir em um imóvel, portanto, negociar preços menores não é a tática inicial a ser utilizada. Você pode focar em apresentar o imóvel por vídeos personalizados, mostrando detalhes que só aquele apartamento possui, ou os diferenciais do condomínio. Faça ele enxergar que aquele apartamento foi feito para ele.

Vale lembrar que essa proatividade no processo de venda de imóveis deve ser uma constante tanto para o proprietário quanto para o corretor para obter maior eficiência e fechar o negócio em menos tempo. É necessário sair da zona de conforto e buscar formas de vencer as resistências do cliente.

2. Faça uma divulgação atrativa

Já falamos nos parágrafos acima: uma divulgação diferenciada e atrativa gera maior potencial de venda e agiliza o processo como um todo.

Tenha atenção aos detalhes na hora de fazer sua divulgação. Capriche nas fotos de anúncio de imóvel – se você não tem nenhuma, está na hora de pensar nisso – e comece a pensar em vídeos também.

O vídeo, hoje, é uma das mídias mais populares da web e tem ganhado uma força considerável para divulgar produtos e serviços. Não é diferente para o mercado imobiliário. Pensar em vídeos em alta qualidade – mesmo que filmados em smartphones – é uma estratégia interessante para mostrar seu imóvel para o seu público. Afinal, você precisa deixar uma boa impressão sobre a casa ou o apartamento já que esse imóvel poderá ser o novo lar do comprador. Dessa forma, é bom evitar fotos de má qualidade ou poucas opções de imagens. Invista em imagens de vários ângulos diferentes, de cada um dos cômodos do imóvel e dê mais atenção aos pontos positivos.

3. Dê atenção à decoração para vender

Na hora de divulgar seu imóvel você coloca a localização, o preço e alguns detalhes como o número de cômodos e banheiros, vagas na garagem e também fotos e vídeos como falamos na dica acima, certo? Mas o que realmente atrai o potencial cliente para comprar o seu imóvel e não outro pelo mesmo preço?

A decoração.

Parece contra intuitivo, mas a primeira impressão da sua propriedade é a que fica. E por decoração não entenda apenas a decoração interior do imóvel. A conservação da parte externa é tão importante quanto a da interna. Dê bastante foco para a preservação do jardim externo – caso esteja divulgando uma casa -, das paredes, do telhado, dos pisos e evite que aconteça o acúmulo de sujeira na calçada do imóvel.

O ideal é fazer uma visita semanal ao imóvel para verificar possíveis problemas logo no início deles. Com isso, você consegue resolver essa situação antes que ela se torne maior do que deveria.

Agora, sobre a decoração interna: trabalhe com uma pequena decoração interna do seu imóvel, mesmo que seja com móveis emprestados ou alugados. Faça essa decoração, tire fotos e grave vídeos com ela e depois divulgue o imóvel avisando que o preço não inclui móveis. Ou se preferir, compre os móveis e já inclua eles no preço de venda.

Dica extra: conte com ajuda profissional

Vender imóveis, como falamos no início desse texto, dá um bom trabalho. E você precisa estar disposto a ter esse trabalho para investir em imóveis para venda posterior. Do contrário, terá uma canseira enorme e verá poucas vantagens nesse tipo de investimento.

No entanto, também há a possibilidade de contratar uma imobiliária para organizar o processo de divulgação, a negociação e a venda em si. Logicamente, esse serviço tem um custo embutido, mas pode valer a pena caso o seu interesse seja apenas o valor final sem o envolvimento no processo. Além disso, imobiliárias geralmente já possuem toda uma estrutura de divulgação e uma carteira de clientes dispostos a investir na compra de bons imóveis, por isso, essa pode representar uma ótima opção para agilizar o processo de vender casas ou apartamentos.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre Imobiliária abc Guaíra Imóveis

Escrito por Imobiliária Guaíra

Guaíra Imóveis - Negócios Imobiliários

1 comentário

Deixe uma resposta