Dedetização do imóvel: tudo o que você precisa saber, a Imobiliária Guaíra responde

A dedetização de um imóvel deve sempre estar em dia. Realizá-la com frequência é sinal de higiene, sobretudo para evitar problemas com peças de madeira. Isso mesmo o que você está pensando: cupins.

Os grandes vilões dos arcos de porta e móveis em madeira ainda acompanham formigas, pequenas aranhas e até mesmo mosquitos. Enfim, uma infinidade de pequenos insetos que passam a ser inquilinos de sua casa ou apartamento sem pagar o aluguel.

A dedetização do imóvel, assim, se faz fundamental. Ela é a manutenção do ambiente, a higienização do mesmo e promove um conforto e bem-estar aos residentes.

A Imobiliária Guaíra sempre recomenda uma dedetização com certo período de frequência. Sobretudo em casos de residências próximos a locais úmidos ou que aparentam desgaste acelerado de peças em madeira.

Dessa forma, preparamos esse pequeno dossiê, por assim dizer, sobre todas as ações que envolvem a dedetização do imóvel. Confira!

Como preparar a dedetização do imóvel? A Imobiliária te explica

O procedimento de dedetização do imóvel tem por costume ser um pouco dramático por alguns contratantes do serviço. Entretanto, esse pequeno “pânico” é mais comum em quem não sabe como preparar a casa ou apartamento para receber o serviço.

Não existe um segredo para essa preparação. É, na realidade, bastante simples, e apenas exige que a pessoa conheça sua própria residência. Assim, para receber os profissionais que realizarão a dedetização do imóvel é fundamental:

  1. Preparar o ambiente para acesso fácil;
  2. Local onde as pragas de manifestam;
  3. Tipo de praga que provavelmente está afetando o local;

Dessa maneira, a equipe já possui uma prévia (e esta não precisa ser 100% exata) sobre a situação do local.

4 dicas para dedetização do imóvel. Imobiliária Guaíra

  • É fundamental uma limpeza do local antes e depois da dedetização ocorrer. Com superfície limpa, sem impurezas ou sujeiras, os produtos utilizados têm maior chance de fixar com eficiência;
  • Para dedetização de guarda-roupas, para o caso de traças, por exemplo, ou armários, como é o caso dos cupins, é imprescindível manter roupas e/ou utensílios em um local seguro, esvaziando o local a receber a dedetização;
  • Todas as pessoas que residem ou visitam o imóvel devem ser avisadas sobre o período que ocorrerá a dedetização;
  • Forneça o máximo de dicas e informações à equipe de dedetização. Esse diálogo entre contratante e prestador do serviço auxilia diretamente em um resultado melhor de dedetização do ambiente;

Como pôde ser visto, não qualquer tipo de truque de mágica para dedetização do imóvel. A parte mais complexa, definitivamente, fica a cargo dos próprios dedetizadores.

Com estes quatro passos simples, e fornecendo o maior número de informações aos profissionais, mais prática se tornará a tarefa. As pragas, assim, poderão ser eliminadas da sua casa ou apartamento.

Quanto tempo se deve ficar longe de casa?

Outra dúvida que surge bastante é sobre quanto tempo se deve ficar distante do imóvel. Pois bem, são situações variáveis, e, além das dicas fornecidas e das orientações oferecidas, há também as ideias para preparar o ambiente para a dedetização.

Em primeiro lugar, não há tempo determinado para ficar longe de casa durante a dedetização do ambiente. Isso se deve ao fato de cada pessoa, e consequentemente cada organismo, reagir de uma maneira diferente ao produto utilizado.

Em segundo lugar, há, atualmente, procedimentos de dedetização do imóvel que não exigem esvaziar a residência, tampouco o ambiente onde se concentram as pragas. A dedetização, nesse caso, é feita por um gel ou com uma substância granulada.

Por meio disso, as pessoas evitam os riscos da inalação dos produtos, bem como o forte odor. Dessa forma, antes de fazer a contratação de uma equipe de dedetização, verifique se a mesma é licenciada pela ANVISA e qual o método utilizado para o serviço.

Como proceder com os animais de estimação?

Por fim, uma dúvida que sempre bate a quem tem animais de estimação em casa. A atenção deve ser redobrada. Se haverá a dedetização do imóvel, o recomendável é deixar o animal em outro lugar, seja a casa de um amigo, familiar ou até mesmo um hotel de pets.

Diferentemente dos humanos, até mesmo os processos mais suavizados (como o caso do gel ou dos grânulos) são nocivos aos pets. Isso porque o acesso deles é mais fácil, sua sensibilidade é maior e, deixando ele distante do local, torna-se um ambiente mais seguro para o melhor amigo de quatro patas.

Para qualquer questão sobre dedetização do local alugado, pode entrar em contato com sua Imobiliária para tirar dúvidas.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre: Imobiliárias excelentes

Deixe uma resposta