alugar um imóvel

5 erros que você não pode cometer ao alugar um imóvel

Quem já se mudou alguma vez na vida sabe que alugar um imóvel ideal não é tão simples assim. Afinal, durante essa etapa é preciso considerar inúmeros fatores, como o valor das mensalidades, a estrutura do espaço e, claro, a sua localização. 

Por essas e outras, todo cuidado é pouco e, para evitar arrependimentos, é interessante saber quais são os principais erros cometidos ao alugar um imóvel.

Ainda que muitas pessoas tenham o hábito de trocar de residência várias vezes ao longo da vida, sempre existem os “marinheiros de primeira viagem”, que não sabem por onde começar.

E quando isso acontece, não tem jeito: é provável que você perca uma boa quantidade de dinheiro e, de quebra, se arrependa da tomada de decisão.

Estamos aqui, justamente, para que os nossos leitores não caiam em ciladas. Pensando no assunto, trouxemos para o post uma série de dicas para fugir de dores de cabeça e garantir uma negociação mais tranquila. 

Acompanhe e saiba mais!

Erro #1: não analisar o contrato de locação

Um dos grandes equívocos cometidos por locatários inexperientes é não ler o contrato ao alugar um imóvel. 

De extrema importância, esse documento conta com todas as informações a respeito da propriedade, assim como os dados dos envolvidos na negociação, condições de pagamento, possíveis multas e demais detalhes que envolvem o processo.

Ao não prestar a devida atenção às cláusulas de um contrato, você corre o risco de passar despercebido por informações fundamentais, e, até mesmo, não saber os seus direitos e deveres como inquilino do local.

O ideal é ler muito bem o documento, certificando-se de que todos os pontos previamente combinados constam no material. Com essas informações em mente, será mais fácil ter segurança e transparência durante essa etapa, sem correr o risco de infringir regras ou perder prazos importantes. 

Fique de olho!

Erro #2: não esclarecer as dúvidas com a imobiliária

Outro ponto que merece atenção diz respeito às dúvidas que deverão ser solucionadas diretamente com a imobiliária. 

Na maioria das vezes, a locação de um espaço é intermediada por uma empresa, com o auxílio de um corretor de imóveis. Ambos são responsáveis por informar os envolvidos a respeito de todos os detalhes do acordo, como:

  • o valor do aluguel;
  • quando será possível pegar as chaves;
  • o que fazer em caso de necessidade de uma reforma;
  • quais as particularidades do espaço.

Logo, é fundamental fazer uma lista com todas as questões que devem ser solucionadas, a fim de evitar desentendimentos ou apostar em uma propriedade que não se encaixa em suas necessidades.

É válido lembrar que os corretores são especialistas no setor imobiliário e, portanto, possuem conhecimentos suficientes para ajudar os seus clientes a identificarem se a avaliação do local está de acordo, se o valor do aluguel é justo e, inclusive, se existem outras soluções disponíveis na mesma região.

Erro #3: não realizar a vistoria

Aqui está outro erro comum ao alugar um imóvel — a não realização da vistoria. 

Para quem não sabe, essa etapa consiste em uma análise detalhada do local que será alugado, garantindo que o espaço não seja entregue com defeitos capazes de comprometer a rotina e o bem-estar de seus futuros moradores.

Dito isto, é de extrema relevância que esse trabalho seja concluído e, em seguida, que os envolvidos no acordo prestem atenção ao laudo fornecido pelo especialista responsável.

Com esse documento em mãos, verifique se a propriedade está de acordo com as informações apresentadas e, em caso negativo, considere conversar com a imobiliária e relatar a divergência.

Se, por alguma razão essa fase for ignorada, existem grandes chances do locatário ter de arcar com os custos de diversos reparos ao entregar o imóvel no final do contrato.

Para que isso não aconteça, a melhor saída é conferir o documento e, antes de fechar negócio, também fazer uma visita ao local, analisando a pintura, as fechaduras, os revestimentos, assim como os sistemas elétrico e hidráulico.

Erro #4: não considerar o bairro

Há quem imagine que, na hora de alugar um imóvel, é preciso apenas considerar a propriedade em si, deixando de lado alguns detalhes externos. A região é um deles. 

Antes de uma mudança, é fundamental analisar atentamente o bairro onde o empreendimento está localizado e se ele, de fato, consegue se encaixar no perfil de toda a família.

Vamos aos exemplos? 

Imagine que você vive com uma pessoa idosa e que precisa de cuidados médicos com frequência. Se a sua nova residência não estiver situada em um local com boas opções de clínicas, laboratórios e hospitais, você precisará se deslocar para encontrar atendimento.

Isso significa maior gasto de tempo e dinheiro. Agora, ao pensar em se mudar para uma região com todos esses diferenciais, esse fator não será um problema e a sua rotina será bem mais fácil. Vale a pena!

Erro #5: não considerar os gastos além do aluguel

Para alugar um imóvel e não ter sustos com as despesas, é essencial checar todos os valores que estão relacionados ao bem. Podemos ilustrar citando os apartamentos. 

O mais comum, é que essas moradias estejam localizadas dentro de condomínios e, por isso, também será preciso arcar com a taxa condominial — que não está incluída no valor do aluguel.

Em seguida, será necessário analisar as contas de água, luz e gás, verificando se tais gastos serão pagos em conjunto pelos moradores, ou então, se cada morador será responsável pelo seu consumo.

Existe também o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que é uma responsabilidade do proprietário do imóvel, mas, em certas situações, pode ser repassado ao inquilino. 

Nesse caso, a mudança deverá estar devidamente informada no contrato de locação, já que o locatário precisará arcar com essa taxa anualmente ou mensalmente.

Dica extra

Devido à pandemia causada pelo novo Coronavírus, muitas imobiliárias estão adaptando os seus métodos de locar imóveis — e a Guaíra é uma delas.

Em meio ao cenário de isolamento social, você poderá encontrar a propriedade perfeita de um modo 100% on-line, solucionando dúvidas com o corretor e mantendo-se protegido.

Mesmo durante esse processo, lembre-se de seguir as recomendações citadas para garantir a sua satisfação. É um cuidado que fará muita diferença na sua felicidade e de toda a família.

Gostou? Aproveite para entrar em contato conosco e entender como é possível alugar um imóvel sem sair de casa. O nosso time de especialistas terá muito prazer em atendê-lo. Estamos te esperando!

Deixe uma resposta