energia solar fotovoltaica

Investir em energia solar fotovoltaica?

A energia solar fotovoltaica é um dos assuntos mais comentados do momento. A escassez hídrica, a alta dos preços da energia em todo o mundo e o esgotamento das matrizes tradicionais devido aos impactos ambientais e os custos. Tudo isso converge para o investimento da geração própria de energia elétrica, através dos sistemas fotovoltaicos. E fica a pergunta: este é um bom investimento para se fazer em um imóvel?

Matriz energética

A energia elétrica vem ficando cada vez mais cara. Com 65% da matriz energética brasileira dependendo do regime de chuvas e das custosas (em todos os sentidos) hidrelétricas, não dá mais para construir novas usinas. Além disso, por muitos anos fomos levados a acreditar que a energia hidrelétrica era ecologicamente adequada, o que é uma grande falácia. Os alagamentos criam impactos ambientais terríveis, como a destruição de ecossistemas, inutilização de áreas férteis, emissão de gás metano pela decomposição da matéria orgânica alagada, entre outros. Além disso, os custos sociais são terríveis, com a destruição de localidades e deslocamento de populações.

A energia termelétrica, a segunda maior fonte do país, está ainda mais cara com o preço dos combustíveis. Os impactos ambientais são duplos: exploração de fontes não-renováveis e emissão de monóxido e dióxido de carbono, assim como outros gases poluentes.

A energia nuclear, se controlada, causa um impacto baixo. Porém, quem quer pagar para ver desastres como Chernobyl ou Fukushima? Outra alternativa inviável e de custos e impactos tenebrosos.

A energia eólica é uma alternativa ecologicamente interessante, mas seus custos de instalação são extremamente caros e dependem de investimentos muito altos, que impactariam demais em contas públicas.

Energia Solar Fotovoltaica

A energia fotovoltaica já foi cara. Hoje, ela é acessível a todas as faixas de renda e níveis de consumo. Um sistema fotovoltaico para atender uma casa pequena tem o custo de um automóvel popular da década de 90. Independentemente do tamanho do imóvel ou do negócio, se comparado ao que se paga de energia, até mesmo numa bandeira verde, é um investimento baixo.

A economia que a energia gerada pelos sistemas solares fotovoltaicos seja em orçamento familiar, seja empresarial, a transforma em um investimento muito além de qualquer renda fixa no mercado.

A geração própria não é acumulada. Ainda se acredita que os sistemas fotovoltaicos podem desligar o imóvel da rede elétrica. Isso é possível, mas ainda  é muito caro. Os sistemas são ligados à rede elétrica convencional e dimensionados para produzir além daquilo que consomem, de acordo com a localização, insolação e consumo. A energia excedente é enviada à rede. A operadora do sistema elétrico mede o saldo entre o que foi produzido e o que foi consumido pelo imóvel em horários em que não há a produção ou que a produção não atende ao consumo. Este saldo é que equilibra os valores. Os instaladores de energia fotovoltaica já têm larga experiência nestes cálculos e sabem dimensionar perfeitamente para que a economia seja a mais rentável possível.

Além disso, é sempre bom lembrar que o sistema, por ser ligado à rede, acaba  sendo desligado à hora que acaba a energia da rua. É possível instalar um sistema de no break para o mínimo seguir funcionando, mas isso tem um custo. O sistema pára por dois motivos: o primeiro, a segurança dos trabalhadores na rede elétrica. O segundo, é que sem isso os sistemas gerais e domésticos podem sair da mesma freqüência e acabar criando um desequilíbrio que pode causar uma tragédia, como curto ou incêndio.

Os sistemas de energia solar fotovoltaica podem proporcionar uma economia de até 95% no valor a conta. Existem linhas de financiamento que com juros baixo, e o retorno chega em poucos anos, com payback ou desencaixe. O payback é em média de quatro anos. Após este tempo, os sistemas têm garantia de até 30 anos de que vão ter desempenho superior a 80% da geração inicial.

Valorização do imóvel

Estudos internacionais apontam que a energia solar valoriza o imóvel. Porém, no Brasil estes valores são ainda maiores, devido à insolação que o Brasil possui Isso faz com que os imóveis com energia solar fotovoltaica instalada têm preços 10% maiores, em média. No caso de venda, o valor do sistema pode valorizar o imóvel. Já o comprador vai economizar em sua conta e ter o retorno do que pagou a mais. Todos ganham.

Até mesmo em um imóvel alugado um sistema de energia fotovoltaica pode ser vantajoso, tanto para o proprietário que instalar em para quem pretende alugar. Em um contrato de aluguel maior do que cinco anos, e um sistema que dê payback em quatro anos, pelo menos um ano de rentabilidade está garantido, sem contar o dinheiro que vai sobrar para o orçamento familiar ou no fluxo de caixa da empresa, que podem ser até maiores caso os contratos sejam mais longos.

Deixe uma resposta