Categoria: Mercado Imobiliário

DicasMercado ImobiliárioNegócios e Vendas

Como pedir para alguém ser seu fiador

Começar um novo contrato de aluguel independente do tipo – comercial ou residencial – sempre traz uma série de coisas para resolver, documentos para providenciar e principalmente a pendência de decidir quem vai ser, ou melhor, quem pode ser, o fiador.

Encontrar um fiador é provavelmente a tarefa mais complexa de todas, como por exemplo, aquele familiar ou amigo que consegue se disponibilizar financeiramente para iniciar o contrato de aluguel. Isso significa que essa é uma das grandes barreiras do inquilino para começar um processo de aluguel.

Com isso, algumas pessoas acabam recorrendo a um tipo de fiador profissional, ou seja, uma pessoa que se oferece financeiramente para arcar com os custos caso o locatário venha a não cumprir com suas obrigações financeiras do contrato. No entanto, esse tipo de solução não é indicada por uma série de fatores como o fato de alguns fiadores profissionais serem estelionatários.

Nós já falamos sobre o fiador profissional neste artigo: fiador!

Mas o que fazer quando não se tem um fiador a quem recorrer?

Você até tem outras soluções como o seguro fiança, o título de capitalização ou o depósito caução, opções complexas e que geralmente estão anexadas a uma série de regras específicas e ao fato de que você precisa adiantar a comprovação de que possui um valor considerável de dinheiro à vista para fechar o contrato, o que na maioria das vezes não é comum para quem busca um fiador.

Encontrar um fiador não vai ser uma tarefa simples e rápida, mas recorrer a um fiador profissional pode ser uma opção ainda pior para resolver o seu problema. Neste caso, é bom continuar a busca entre os amigos e a família e pensar até mesmo nas pessoas que você não tem tanta amizade assim, mas que você considera confiáveis.

Antes de tudo, é preciso rever algumas regras básicas para saber a quem você pode pedir:

• É ideal que o fiador resida na mesma cidade do imóvel que será locado, mas não é exigência de todas as imobiliárias, você terá que consultar a sua;

O fiador precisa ter um patrimônio para ser avaliado como um fiador possibilitado. O ideal é já possuir um imóvel registrado em seu nome.

• Se o fiador for apenas pessoa física, é necessário que ele ou ela tenha uma renda de no mínimo 3 vezes o valor do aluguel mensal, já considerando os encargos (IPTU e condomínio).

Quais são as vantagens do contrato de locação com fiador?

Geralmente, locar um imóvel com um fiador tem muito mais a ver com a confiança por parte do proprietário de que o locatário irá cumprir com suas obrigações contratuais e financeiras por conta da responsabilidade de ter alguém que pode ser acionado caso ele não venha a cumprir essas obrigações.

O proprietário que aluga seu imóvel com um fiador tem a certeza e segurança de que receberá os valores mensais em dia. O interessante é que não é apenas o proprietário que se beneficia dessa solução, o locatário também, já que não precisa adiantar valores para fechar o negócio.

E como pedir para alguém ser meu fiador?

Você já entendeu que a responsabilidade de um fiador é bem grande, certo? Por isso, um dos pontos primordiais é que a pessoa seja próxima e confiável, já que a relação estabelecida aqui é de confiança mútua, afinal ele está se oferecendo para pagar sua dívida caso você não consiga cumprir com as suas responsabilidades.

O mais habitual é pedir para tios ou tias próximos, primos mais velhos, caso seus pais não possam arcar com essa responsabilidade. Nenhuma boa opção? Os amigos mais próximos seus ou do seu cônjuge? Colegas de trabalho confiáveis? Algum amigo da família que seja próximo o suficiente? Enfim, existem muitas opções mesmo para quem possui família pequena ou para quem vai morar mais longe da cidade em que nasceu.

Depois de encontrar um candidato, mostre que você vai honrar com suas responsabilidades como inquilino, apresentando comprovantes de renda fixa e outras formas de demonstrar sua estabilidade financeira.

A ideia de ser objetivo também é fundamental neste momento de pedir para alguém ser seu fiador. Não tente contornar o assunto fingindo que não está falando sobre ele. Aborde o tópico de forma tranquila, mas com objetividade. Peça com cuidado e mostre que está tomando uma decisão firme e importante na sua vida e que pretende arcar com cada consequência desta decisão. Lembre-se: a falta de objetividade pode ser encarada pelo fiador como uma tentativa de enganar ele, o que com certeza vai pegar muito mal.

CredPago: a solução ideal para alugar sem fiador

O contrato de aluguel sem fiador é basicamente impossível quando a pessoa que deseja ser o inquilino não conhece o proprietário ou algum caso parecido. Por isso, a questão da fiança é tão importante para que a negociação aconteça. Além das soluções que já mencionamos acima que variam muito nas dificuldades e complicações para consegui-las, temos também uma das mais simples: a Credpago.

Essa solução utiliza seu cartão de crédito como fiador. Por meio do seu limite, em pouco tempo é possível aprovar seu cartão como responsável por sua obrigação financeira de pagar o aluguel. O processo é simples e bastante eficiente, sendo feito quase que totalmente no ambiente digital.

Quer alugar ou comprar uma casa ou apartamento em Santo André, São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo e não consegue arranjar um fiador?

Não tem problema!

Com a Guaíra Imóveis você consegue alugar seu imóvel sem burocracia. Em parceria com a CredPago, oferecemos uma maneira fácil e sem burocracia para fechar seu contrato de aluguel. Utilize seu cartão de crédito e pronto! Em até 15 minutos seu cadastro pode ser aprovado.

Acesse http://soumais.guairaimoveis.com.br/aluguel-sem-fiador e conheça essa exclusividade da Guaíra para o Grande ABC.

LocaçãoMercado ImobiliárioNegócios e Vendas

Aluguel comercial: regras, normas e tudo o que você precisa saber

Nos últimos anos, vimos uma enorme quantidade de placas de aluguel de imóveis comerciais espalhadas por todas as cidades do país. Era fácil encontrar um local para abrir um novo negócio, mas difícil começar um novo empreendimento. Ano passado, a economia começou a respirar um pouco e com alguns anos de dificuldade para alugar esses imóveis, os preços ficaram mais acessíveis e razoáveis.

Se você está procurando um novo local para abrir um novo negócio, o momento é bastante propício tanto com relação à economia quanto ao cenário do mercado imobiliário ainda consideravelmente repleto de boas opções. No entanto, é essencial tomar alguns cuidados básicos para evitar problemas futuros e desagradáveis como ter que sair inesperadamente da sua sala ou do seu espaço.

Isso é muito comum, a gente já sabe. E além de comum é inconveniente já que muitas vezes você acaba jogando fora um investimento feito para se instalar permanentemente em um imóvel comercial e acaba tendo que sair e recomeçar em um novo local, em pouco tempo geralmente.

Para muitos empreendedores, essa situação pode parecer pouco preocupante ou insignificante. Entretanto, para diversos empresários, a troca do “ponto comercial” pode significar a perda da clientela que deixa de frequentar o seu negócio por conta dessa troca de endereço.

É exatamente por isso que você precisa proteger seu negócio fazendo um contrato de locação bem organizado e bem elaborado. Com ele, você consegue proteger sua empresa de algumas surpresas desagradáveis como irregularidades no imóvel, restituição do imóvel antes do planejado no seu PE (planejamento estratégico) até mesmo um aumento abusivo do preço do aluguel.

Hoje, vamos te apresentar um artigo completo com detalhes das regras atualizadas de aluguel comercial – um assunto que já abordamos outra vez por aqui -, algumas normas especiais e todas as outras informações que você precisa saber para tomar a decisão certa e fechar o contrato ideal com o proprietário.

Regras para aluguel comercial

O ideal é que seu contrato contemple detalhes e regras bastante específicas sobre pontos como a Renovação Compulsória do Contrato. Esse ponto é um dos principais de basicamente qualquer contrato comercial de aluguel e que resolve o problema da mudança de endereço forçada pelo locador.

A renovação compulsória tem por objetivo permitir que o locatário consiga solicitar judicialmente a renovação do contrato de locação do imóvel comercial, a fim de prosseguir com suas atividades, mesmo que o locador se recuse a renovar o contrato. Essa regra é determinada pela Lei do Inquilinato e logicamente precisa de avaliação de um juiz, ou seja, o locatário passará por uma avaliação rígida antes de ter a liminar para continuar operando no mesmo local.

Além disso, existem algumas normas que o locatário precisa respeitar para conseguir fazer o pedido de renovação compulsória como, por exemplo:

  1. Precisa ser empresário, sociedade empresária ou sociedade simples
  2. Solicitação da ação deve ser feita entre 12 e 6 meses antes do término do contrato de locação. (O inquilino precisa adiantar a proposta de renovação dentro desse prazo)
  3. Contrato com prazo determinado de vencimento.
  4. Precisa ter alugado por no mínimo 5 anos o imóvel.
  5. Deve estar no mesmo ramo de atividade econômica há, no mínimo, 3 anos seguidos e ininterruptos
  6. Deve apresentar a quitação de taxas e impostos do imóvel, cujo pagamento cabe ao locatário

O ideal é fazer essa solicitação de renovação compulsória com um advogado que entende plenamente de todos os detalhes necessários no documento exigido.

Depois disso, é indicado que você faça o registro oficial em cartório do contrato de locação comercial. Esse ponto é bastante óbvio, mas ainda muito negligenciado por alguns empreendedores.

Fazer esse processo de registro do contrato em um cartório garante alguns direitos fundamentais caso o imóvel seja vendido: o de que o novo proprietário respeitará o contrato de locação até o final de sua vigência, por exemplo, e também o direito de preferência na compra do imóvel caso ele seja alvo de uma proposta de compra ou de qualquer outra forma transferência de propriedade.

Vale lembrar: a renovação compulsória também possui exceções como em situações de desapropriação do imóvel pelo Governo ou quando o proprietário decide iniciar uma atividade comercial diferente da sua e nos próximos 3 meses. Também é necessário sair do imóvel quando obras que não sejam possíveis de ser feitas sem que o locatário se retire do imóvel sejam necessárias.

Quem paga o quê?

Você já ficou com essa dúvida quando estava preste a celebrar um contrato de aluguel comercial? Pois é, isso é muito comum, mas a Lei do Inquilinato ajuda você a não ter dúvidas sobre isso.

No Artigo 22, Inc. VIII, da Lei 8.245/91, por exemplo, está claro que o locador tem a obrigação de “Pagar os impostos e taxas, e ainda o prêmio de seguro complementar contra fogo, que incidam ou venham a incidir sobre o imóvel, salvo disposição expressa em contrário no contrato.” Isso significa que a obrigação de pagar esses valores – quando não apontada ao contrário em contrato previamente elaborado – é sim do proprietário.

Mas outro ponto no Artigo 23, Inc. I, da mesma Lei, mostra o contrário: a obrigação é do locatário de “Pagar pontualmente o aluguel e os encargos da locação, legal ou contratualmente exigíveis, no prazo estipulado (…)”. Ou seja, vale o que for combinado em contrato.

Agora que você já sabe mais detalhes de regras e normas para fazer um aluguel comercial mais tranquilo e sem imprevistos no futuro, não se esqueça de analisar com cuidado os pontos principais de um imóvel comercial para fazer um bom negócio. Separamos algumas dicas para você fazer a melhor escolha com 6 dicas para alugar o melhor imóvel comercial.

Gostou do artigo? Uau! Esse veio cheio de dicas e detalhes, não?
Temos um outro artigo que fala sobre star wars e São Bernardo do campo, e qual a relação dos dois que você pode gostar também 🙂

Para todo aluguel descomplicado, pode contar com a credpago!

DicasMercado Imobiliário

Usufruto ou Inventário? Entenda os ônus e bônus do Usufruto

Apesar de não ser muito comum no Brasil, existem pais e mães de família que trabalham boa parte da vida para construir um patrimônio considerável e deixar isso para os filhos usufruirem.

No entanto, alguns desses pais ignoraram um fator muito importante: é preciso fazer um bom planejamento sucessório dos bens, para evitar problemas futuros com regularização de documentos após a morte de quem constituiu o patrimônio.

Por mais que a herança seja um direito totalmente adquirido e basicamente inquestionável dos filhos, sem esse planejamento prévio, é possível que uma parte – mesmo que mínima da herança – seja perdida na hora de fazer o inventário e a renovação da documentação no cartório.

É sim possível preservar os valores dos bens e evitar transtornos desnecessários com a parte burocrática do processo. E no artigo de hoje, vamos apresentar alguns pontos importantes do usufruto como a relação dele com o Imposto de Renda, quais são os custos do processo e como ele aumenta a praticidade

Entendendo as formas de recebimento de bens
Para receber um bem quando da morte do familiar em questão, é possível fazê-lo por duas opções: pela doação antes da morte e pelo testamento. Os dois caminhos garantem a legitimidade da doação, pois preservam a vontade do proprietário quanto à destinação de seus bens no futuro.

No entanto, existem diferenças importantes entre os casos. No testamento, é preciso fazer um inventário, um processo de documentação que exige em qualquer caso – dos bens mais baratos aos mais caros – um tempo considerável, mesmo quando o proprietário dos bens faz um testamento público, por conta do trâmite do inventário, quando da sua abertura, não sendo possível mensurar, já que dependerá do caso concreto. A contratação de um advogado não é obrigatória, mas contar com o auxílio de um profissional facilita a situação.

A figura da doação com usufruto é a outra opção viável. Neste caso, esse processo é mais fácil por conta da redução de tributação. Resolvem-se todos os pormenores de qual herdeiro ficará com qual parte dos bens antes da morte do proprietário. Cada bem dele, continua sendo dele por usufruto, ou seja, ele pode se utilizar do bem como bem entender até sua morte. Esse tipo de herança se utiliza de uma estratégia mais inteligente que registra a documentação dos bens em um cartório comum, reduzindo assim o impacto tributário – em alguns casos até 3x menos gastos do que na abertura de um inventário-, pois se trata de uma doação.

Além da economia tributária e do uso e gozo dos bens por parte do proprietário, há também uma economia considerável de tempo na realização da doação e a garantia de liberdade na destinação dos bens dentro dos limites legais.

Declaração de Imposto de Renda

É importante ressaltar a mudança que esse tipo de doação com usufruto causa na declaração de imposto de renda do usufrutuário. Isso porque a propriedade ou bem móvel, como um carro, por exemplo, passou de seu nome para o nome do herdeiro, ou seja, o novo responsável juridicamente falando é o herdeiro, não o usufrutuário.

O regulamento do Código Civil aponta que não há incidência de imposto de renda sobre o valor de bens ou direitos adquiridos por doação ou herança. No entanto, há a cobrança de ITCMD, o chamado Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos. Cada Estado brasileiro determina se aplica ou não esse imposto. No caso de São Paulo, a base de cálculo do imposto é o valor venal do bem ou direito transmitido – ou seja, o valor na data da realização da doação -, expresso em moeda nacional ou em UFESPs (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo). Quem fica responsável pelo pagamento do imposto é o donatário e o cálculo é feito da seguinte forma:

1/3 do valor do bem, na transmissão não onerosa do domínio útil;
2/3 do valor do bem, na transmissão não onerosa do domínio direto;
1/3 do valor do bem, na instituição do usufruto, por ato não oneroso;
2/3 do valor do bem, na transmissão não onerosa da nua-propriedade.
Sobre a base de cálculo, aplica-se uma alíquota de 4%, sendo que o recolhimento do imposto deve ocorrer antes da celebração da doação (o valor da UFESP para o período de 01.01.2016 a 31.12.2016 será de R$ 23,55).

As regras são bastante específicas, mas é preciso apresentá-las em detalhes para te ajudar a escolher qual é a melhor opção para a sua realidade, já que ambas possuem ônus e bônus como o próprio título do nosso artigo aponta.

Vale lembrar que na próxima declaração de imposto de renda (do ano seguinte após a doação ter sido declarada) não haverá cobrança de novos valores referentes à doação. A única necessidade é a de considerá-los nos relatórios de declaração de IR.

A Receita Federal especifica a declaração de bens recebidos por doação da seguinte maneira:

1. Relacionar no campo “Discriminação” da Declaração de Bens e Direitos as doações recebidas, com a indicação do nome e do número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do doador;
2. Informar no campo “Situação em 31/12/2015 (R$)” o valor do bem ou direito recebido, conforme estabelecido pelo
3. Informar no campo “Situação em 31/12/2015 (R$)” o valor do bem ou direito recebido, conforme estabelecido pelo instrumento de doação;
4. Informar o valor correspondente à doação na ficha Rendimentos Isentos e Não tributáveis na linha “10 – Transferências patrimoniais – Doação e herança”, e incluir o nome e CPF do doador.

Logicamente, o imóvel recebido com doação com cláusula de usufruto deve ser declarado na declaração do donatário, com as informações concernentes ao usufrutuário.

O usufruto é uma das modalidades mais eficazes no que se refere à busca por eficiência tributária, praticidade, economia de tempo com menos burocracia e principalmente à busca por justiça na utilização dos bens. As possibilidades para aproveitar esse tipo de doação são imensas e a busca por auxílio profissional de advogados e profissionais de imobiliárias é essencial para realizar o processo da maneira correta e não se preocupar mais com seus bens.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre usufruto? acesse-aqui o nosso antigo artigo que explica também outras questões de usufruto e saiba mais!

mas se o que você procura é alugar de maneira descomplicada, clique na imagem abaixo e conheça a credpago aluguel descomplicado

DicasMercado ImobiliárioNegócios e Vendas

7 renovações que você pode fazer na sua casa ou apartamento para valorizar o imóvel

Vender a casa ou alugar o apartamento são algumas das medidas tomadas para uma nova vida em um novo ano. No entanto, antes de anunciar, a Imobiliária Guaíra sempre indica um ponto importante: renovar para valorizar.

Para isso não são necessários gastos extraordinários, investimentos absurdos e um valor alto despejado para obter retorno. Entretanto, é preciso botar, ao menos, a mão na massa.

São pequenas renovações que podem ser feitas pontualmente, pelos próprios proprietários. Isso porque a própria Guaíra Negócios é, com toda a modéstia que lhe é cabida, especialista no assunto.

Um imóvel renovado e adequado fica pouco tempo no mercado, independentemente do preço pedido. Quem busca imóveis para morar preza pelo bom muito mais do que pelo barato – claro que se aliar ambos, melhor.

O foco central, entretanto é: uma renovação no imóvel atrai olhares, deixa com aquele aspecto de recém saído da planta e encontra uma nova família que possa chamá-lo igualmente de lar.

Quer dar uma renovada no seu apartamento e começar os planos do novo ano com uma venda ou aluguel no bolso mensalmente? Veja estas dicas que a Imobiliária Guaíra preparou para você mesmo renovar a sua casa ou apartamento e valorizar o imóvel.

Quais renovações podem valorizar o imóvel? A Imobiliária Guaíra lista para você

Renovações podem ser trabalhosas, mas, ao final, valerá a pena pois a valorização compensará. Afinal, é um novo ano, novas oportunidades e novas tendência surgem junto de novas ideias da Guaíra Imóveis.

Pintura nos armários da cozinha

Uma boa forma de renovar muito bem a cozinha é a pintura dos armários. Algo mais moderno, discreto e que destaque uma renovação surpreendente no ambiente.

O ideal é uma tonalidade minimalista, afinal precisa combinar com os móveis dos futuros moradores. Uma cor discreta, atraente e que não roube a cena da decoração num geral.

Já pensou em trocar as maçanetas?

Um pequeno detalhe que, apesar de um pouco caro, pode ser a grande remodelagem que sua casa precisa. A troca de maçanetas parece ser algo ínfimo, mas faz muito a diferença, pois é algo que as pessoas costumam notar, sobretudo se estão novas ou com algum tipo de defeito.

Inserir tomadas com USB

Eis uma ideia de renovação real. O mundo se desenvolve com a tecnologia atualmente, e nada mais justo do que se alinhar a esta tendência.

Tomadas espalhadas, mas, sobretudo, tomadas USB, com a possibilidade de carregar dispositivos quando receber visitas ou até mesmo para os moradores. Isso, sem dúvidas, impressiona.

Iluminação natural e artificial a renovar

O ideal é sempre ter uma iluminação adequada, mas que seja suficiente. Sem esquecer que deve haver um equilíbrio, tanto na luz natural como também na artificial.

Luminárias fixas em paredes, luz central, janelas com cortina fina e blackout. Um pouco de tudo para agradar Gregos e Troianos da iluminação.

Trocar as torneiras

Um item indispensável. Aquele banheiro que parece sem graça num primeiro momento pode ser a grande estrela apenas com a troca da torneira. Isso vale também para a cozinha, uma vez que as portas do armário sofram uma pintura.

Pintar a fachada

Você já deve ter ouvido o ditado “Nunca julgue o livro pela capa”, certo? Bom, esqueça isso quando se trata de fachadas de casa. Pois deve-se sim julgar uma casa pela sua capa… ou melhor, por sua fachada.

Uma primeira impressão marca, e uma fachada remodelada sempre é convidativa aos futuros moradores.

Piso flutuante é a tendência

Este pode ser o mais caro da lista, mas talvez também o que mais impulsiona o valor da venda. Fazer de todo o apartamento ou casa um imóvel com piso flutuante, já pensou? A tendência é essa, o investimento é alto, mas o retorno, proporcional.

Mas é necessário fazer todas estas renovações para valorizar o imóvel?

Não se faz necessário realizar item por item. Com algumas implementações a casa já ganha uma nova faceta, e poderá ser muito valorizada.

A Imobiliária Guaíra entende a vontade de vender, a ansiedade por alugar e a tensão por se mudar. No entanto, tudo necessita ser feito com calma, pensado e, principalmente, a partir de uma renovação para entregar o melhor ao futuro morador.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre 3 vantagens de alugar com um Imobiliária e mate suas dúvidas e curiosidades!

DicasLocaçãoMercado Imobiliário

Credpago é bom? Sim, veja as vantagens de usar o credpago ao alugar um imóvel!

A CredPago é uma solução específica para imobiliárias que transforma totalmente o processo de aluguel de um imóvel através da digitalização das partes burocráticas envolvidas.

Ela também se envolve com processos de financiamento e fiação, facilitando a vida de quem vai alugar – em especial dos mais jovens que não querem perder tempo em uma imobiliária – e trabalhando com valores melhores para ambos os lados.

Hoje, resolvemos mostrar alguns dos produtos que a CredPago oferece no mercado e as principais vantagens de trabalhar com essa plataforma na sua imobiliária.

Vamos conferir?

1- Fiança Locatícia

A fiança locatícia é uma das primeiras Soluções que é Cred pago lançou no mercado. Ela pode ser utilizada em locações de imóveis residenciais e comerciais Nos quais ou locatário faz todo processo sem burocracias, sem a necessidade de um fiador, sem comprovação de renda e ainda pode fazer essa negociação usando seu cartão de crédito.

São 3 modalidades de fiança locatícia: a comercial, a residencial e a universitária.

A modalidade residencial ajuda na locação de imóveis para moradia própria sem comprovação de Renda sem burocracia e sem necessidade de fiador. O locatário pode alugar utilizando apenas seu cartão de crédito e fazendo um cadastro rápido de 15 minutos. Vale ressaltar que o contrato de fiança feito pela CredPago dura um mesmo período de um contrato de locação padrão.

Já a modalidade universitária é focada em estudantes seja em cursos universitários, doutorado, pós-graduação, cursos técnicos ou secundaristas. Com essa solução, é possível fazer a locação de imóvel residencial sem comprovação de renda, facilitando e muito a vida de universitários que estão mudando de cidade, em especial aqueles que estão começando a vida universitária. O melhor de tudo é que o estudante não precisa ter cartão de crédito, ele pode apresentar o comprovante de matrícula e um corresponsável (parente de primeiro ou segundo grau) de qualquer lugar do país.

Por fim, temos a CredPago Comercial para locação de imóveis não residenciais. Nessa modalidade, as regras são mais ou menos iguais ao modelo Residencial, com algumas poucas diferenças: o contrato não deve ser superior a 12 meses, pois necessidade de nova contratação em caso de manutenção de locação. Para alguns comerciantes, isso pode ser um problema, já que em alguns casos contratos de locação maiores são mais interessantes.

2- CredPago Análise

Essa é outra solução da Cred pago para facilitar o aluguel de imóveis. Com uma análise eficiente rápida e digital concluída em até 15 minutos, o interessado em locar o imóvel tem seu crédito aprovado e liberado para finalizar a negociação.

Essa análise é feita através de um sistema sofisticado e 100% digital de algoritmos que Analisa e verifica os dados de cartão de crédito e o comportamento de compra do usuário para encontrar padrões e identificar se esse interessado tem probabilidade de não pagar as parcelas do aluguel.

Informações essenciais

Para toda a negociação é necessário que o interessado apresente dados pessoais como nome RG CPF endereço de residência entre outros, além de dados pessoais de um ou mais corresponsáveis; o cartão de crédito com limite a vista superior a quatro vezes o valor informado e a última fatura paga do cartão de crédito; efetuar o cadastro no sistema Cred pago Eterno Retorno sobre análise de cadastro.

Vantagens da CredPago

Além de ser a solução locatícia mais simples e rápida do mercado imobiliário no que se refere à desburocratização do processo de aluguel, a CredPago representa também a melhor opção quanto ao custo-benefício para a sua imobiliária, já que diminui custos com papelada, entre outros problemas.

E essa agilidade toda vem de um processo 100% online, no qual o cliente pode fazer todo o atendimento no conforto da sua casa, até mesmo em seu smartphone. Para que esse processo seja totalmente online, a CredPago faz uma análise prévia eficaz que estuda o comportamento do cliente com base em suas compras no cartão de crédito.

Em resumo, o cliente não precisa apresentar fiador e nem enfrentar complicações como autenticações de documentos, reconhecimento de firma, entre outras burocracias. Com essa praticidade toda na sua imobiliária, é possível aumentar suas locações de imóveis em até 60%, representando uma das melhores opções de garantia locatícia para seus clientes.

Quer alugar uma casa, apartamento ou imóvel comercial em algumas das cidades do ABC Paulista se complicação e sem burocracia? Experimente alugar em Santo André, São Caetano do Sul e São Bernardo do Campo a poucos quilômetros de distância da capital rapidamente, sem a necessidade de uma documentação super enorme, basta o seu cartão de crédito ser aprovado.

Experimente a CredPago e veja como ficou fácil alugar.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre dicas para valorizar o seu imóvel

 

DicasLocaçãoMercado ImobiliárioNegócios e Vendas

6 dicas para valorizar seu imóvel antes de anunciar sua venda ou aluguel

Anunciar o imóvel para venda ou aluguel pode exigir um tempo valoroso. No entanto, é possível adiantar tarefas, elencar prioridades e, assim, valorizar seu imóvel que deverá ser anunciado com o máximo potencial explorado.

O mercado imobiliário está agitado. A Imobiliária Guaíra percebe, sobretudo, que alugar apartamento tem sido uma constante, e a venda de casas tem sido recorrente.

Entretanto, como extrair o máximo do imóvel antes de vender ou alugar? Com dicas básicas que a Guaíra Negócios geralmente concede aos seus clientes, valorizar o imóvel ficou ainda mais fácil.

Por isso, antes de colocar apartamento para alugar ou casa para vender, por exemplo, verifique essa lista, aplique no seu imóvel e consiga extrair o máximo dele para conseguir o valor justo por uma propriedade que é tão bem quista.

Assim, explorar o melhor do imóvel é valorizá-lo para o mercado imobiliário. Tão concorrido, tão acirrado e tão exigente. Atualmente, a busca pelo imóvel perfeito a um preço justo em uma localização privilegiada cresceu muito em relação aos últimos anos.

6 dicas de como valorizar o apartamento para alugar e a casa para vender

Seja para valorizar apartamento para alugar, casa para vender ou vice e versa. De todo o modo, o mercado imobiliário funciona de modo a garantir um ambiente que possa se transformar em lar.

Para encantar é necessário trabalhar. Com estas dicas de como valorizar o imóvel da Imobiliária Guaíra, sua casa ou apartamento para alugar ou vender, terá tudo o que é necessário para se destacar no concorrido mercado imobiliário.

1) Organização é sempre o primeiro passo

Um ambiente organizado é sempre atrativo para qualquer comprador. Isso se deve ao fato de um ambiente arrumado expor o melhor de qualquer imóvel.

Seja na organização dos móveis, na escolha da pintura ou no acréscimo de quadros na parede ou prateleiras. Tudo acaba agradando o interessado, que já pode ver a casa arrumada e pronta para morar.

2) Espelhos e sua sensação de espaço

O espelho propõe um aumento no espaço. Não é só uma organização que estende olhares, mas os espelhos podem fazer com que o espaço dobre de tamanho.

É importante, no entanto, harmonizar o espelho ao ambiente. Assim, ele terá o incremento de um acessório ideal para cada tipo de espaço.

3) Itens essenciais e ações necessárias

A manutenção do imóvel para venda precisa estar em dia. O gás de cozinha está acertado segundo a lei municipal? A pintura precisa ser renovada? A dedetização está em dia?

São ações mais do que necessárias para proporcionar ao novo morador que alugar apartamento ou comprar a casa uma excelente experiência. Assim, o mercado imobiliário irá inflar com a oportunidade.

4) Uma fachada é como a capa de um livro

“Não escolha um livro pela capa…”, mas escolha uma casa por sua fachada. Uma fachada mal cuidada desprende a atenção à primeira vista.

Qualquer defeito encontrado no interior será multiplicado pelo exterior. Por isso, a primeira impressão é a que fica, e é fundamental que ela esteja em dia.

5) Possibilidade de aumento do espaço

Explicitar a possibilidade do aumento do espaço. Onde pode ser mudado? O que pode ser alterado? Quanto pode ser modificado?

Dessa forma, o novo comprador se interessa de imediato, sobretudo na possibilidade de investir no imóvel para uma nova visão, a fim de empreender a partir de um comércio, aluguel ou outras tantas ideias.

6) O mercado imobiliário aquece pela quantidade de quartos

Quanto mais quartos, mais atrativo é. O mercado imobiliário sempre aquece quando o número de quartos é atrativo.

Por isso, ao investir, por exemplo, em uma reforma antes de colocar o imóvel para vender e organizar, é sempre fundamental valorizar os quartos.

A Guaíra Negócios está pronta para prestar o que necessitar

A Imobiliária Guaíra sempre preza por aquilo que o cliente prioriza. Assim, tudo aquilo que for necessário para somar, a Guaíra Imóveis com certeza estará disposta para auxiliar.

Com dicas pontuais, é possível investir no imóvel sem gastar muito, sabendo o que o mercado imobiliário busca. Sabendo detalhadamente o que é necessário, valorizar seu imóvel se torna tarefa simples.

DicasMercado ImobiliárioNegócios e Vendas

3 Melhores bairros em Santo André com Padarias, Supermercados e Utilidades próximas

A Grande São Paulo anda cada vez mais caótica e intensa no que se refere ao trânsito, número de pessoas transitando nas ruas todos os dias, locais hiper lotados, aluguéis mais caros, preço de combustível mais alto, entre outros pontos. Por isso, muita gente tem optado por deixar SP em busca de uma maior qualidade vida.

Uma das primeiras localidades que essas pessoas têm buscado é o ABC Paulista e isso a gente já comentou aqui. Santo André, uma das cidades do ABC, é uma das opções mais convenientes devido ao acesso facilitado à capital. Mas é preciso escolher o bairro certo na cidade.

Pensando nisso, separamos 3 dos melhores bairros de Santo André para ter qualidade de vida e já resolvemos apresentar algumas das soluções que transformam esses bairros em locais diferenciados para se viver na cidade.

Confira:

1- Bairro Jardim em Santo André

O Bairro Jardim, é um dos mais valorizados da cidade e possui imóveis também altamente valorizados, mas com muita qualidade de vida. Tem um ambiente familiar com diversos condomínios fechados e muitas opções de comércio para compras básicas do dia a dia.

Uma delas, por exemplo, é a Padaria Brasileira com uma grande variedade de produtos para adoçar o dia dos moradores da região. São salgados, pães, bolos, tortas, sanduíches, pizzas, além de um buffet self-service no almoço que funciona de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 15h.

Um dos grandes diferenciais desse bairro fica por conta do Grand Plaza Shopping. Além de lojas de grandes marcas como Le Postiche, O Boticário,Imaginarium e Lojas Americanas, possui um Banco Bradesco dentro das dependências e um Supermercado Extra, o que facilita bastante a vida de quem vive por ali.

Por fim, vale destacar a presença de alguns dos principais bares da cidade como o Bar Figueiras, Le Monde Music Bar, Old Town English Pub e ótimos restaurantes como o Sí Señor, El Botin Restaurante Mexicano, Zensei Sushi, The Burguer Map, Yamato e o Fonte Leone. Opções variadas pra todos os gostos.

2- Vila Gilda, bairro do ABC

Outro bairro com shopping, o Vila Gilda também agrada os moradores de Santo André por ser um bairro repleto de boas opções de lazer para todas as idades. O Shopping ABC com várias opções de comida, acesso aos bancos e uma rede de cinemas com diversas opções de filmes para se divertir com a família atrai bastante quem reside por ali.

Há também um Hipermercado Carrefour ali na região, bem como outras opções de Padarias e Empórios como a Padaria Bella Vitória e o Emporium Higienópolis, além de um Supermercado Extra na principal avenida que dá nome ao bairro, a Avenida Gilda.

O bairro facilita o acesso ao Parque Central e à arborizada Avenida Portugal e também apresenta boas opções de lazer para quem quer música ao vivo como o Pub Ace of Spades e o Red Show Retro Pub e conhecidos restaurantes como o Pastel Bertioga e o Madero Container. Além disso, o bairro apresenta 3 boas opções de locais para quem busca manter a forma: a Academia Gold ABC e a Pavão Tennis e Academia, além de uma loja de produtos orgânicos, a Tutto Natural.

3- Vila Valparaíso

Também é considerado um dos melhores bairros de Santo André e tem apresentado uma boa gama de novos empreendimentos imobiliários bastante seguros, modernos e com infraestrutura sustentável, ou seja, opções confortáveis, inovadoras e conectadas com às questões da atualidade.

O bairro é bem próximo das principais faculdades da cidade, dá acesso a uma das avenidas mais importantes da cidade, a Avenida Atlântica e possui algumas opções de supermercado de bairro, padarias e utilidades como o Mercadinho e Padaria Tupi, a Padaria Artesanal Asunción, a Atlantica Pães e Doces e a Confeitaria Lisboa.

Já viu que morar em Santo André é uma ótima opção, não é? Listamos apenas 3 bairros, mas a cidade é repleta de bons lugares para se morar com muitas opções de lazer, de contato com a natureza, de faculdades para estudar, enfim, uma cidade pronta para te receber, te oferecer qualidade de vida e tranquilidade a poucos quilômetros da capital.

Imobiliária em Santo André, ABC Paulista

Quer alugar ou comprar uma casa ou apartamento em Santo André no ABC Paulista? Você já viu que ela é uma ótima cidade para se viver e para conseguir a tranquilidade do interior paulista a poucos quilômetros de distância da capital.

Agora, você está procurando uma imobiliária no ABC no Google para alugar, comprar ou vender um imóvel com segurança e agilidade?

Escolha a Guaíra Imóveis e veja todas as soluções que temos para facilitar a sua escolha pelo imóvel ideal.

DicasMercado ImobiliárioNegócios e Vendas

Vender Imóveis: vender casas ou apartamentos?

A Guaíra já falou aqui em outro artigos sobre como investir em imóveis pode representar uma ótima forma de renda passiva extra e também se vale realmente a pena investir em um imóvel. E para fazer desse um bom investimento é preciso ter em mente que o processo de compra e venda é longo, com algumas burocracias e exige um conhecimento do mercado imobiliário por parte de quem está investindo para evitar dores de cabeça.

Falamos isso, pois é bastante fácil ficar frustrado quando se tem uma casa ou apartamento há semanas ou meses no mercado sem resposta quando você não sabe realmente que a venda de um imóvel demora um tempo considerável para ser efetivada, em especial, quando o imóvel possui valores maiores ou está um pouco mais velho.

Por isso, é essencial que você não tenha pressa na venda de um imóvel para acertar uma dívida grande, por exemplo, já que essa pressa pode te fazer perder uma boa parcela do valor total do imóvel. Se o comprador nota sua pressa na negociação pode usar isso contra você mesmo, te fazendo perder o poder de valorização do imóvel.

Então, já que você está tentando vender seu imóvel, pensamos em algumas estratégias para te ajudar no processo, seja para vender um apartamento ou uma casa.

Confira algumas dicas a seguir:

1. Você precisa saber quem é seu público

Não são apenas os proprietários ou corretores de imóveis comerciais que precisam conhecer bem o público para que vendem. Você, como proprietário de imóvel residencial, também precisa saber bem quem é o seu público-alvo.

E conhecer bem o público-alvo é conhecer seu comportamento no dia a dia, sua rotina, seu comportamento de compra, além das melhores formas de contato com esse público. Isso tudo influencia na escolha das melhores táticas de venda para atingir esses potenciais compradores com maior eficiência.

Quer um exemplo?

Imagine que você vai vender um apartamento de luxo. Seu público definitivamente tem dinheiro para investir em um imóvel, portanto, negociar preços menores não é a tática inicial a ser utilizada. Você pode focar em apresentar o imóvel por vídeos personalizados, mostrando detalhes que só aquele apartamento possui, ou os diferenciais do condomínio. Faça ele enxergar que aquele apartamento foi feito para ele.

Vale lembrar que essa proatividade no processo de venda de imóveis deve ser uma constante tanto para o proprietário quanto para o corretor para obter maior eficiência e fechar o negócio em menos tempo. É necessário sair da zona de conforto e buscar formas de vencer as resistências do cliente.

2. Faça uma divulgação atrativa

Já falamos nos parágrafos acima: uma divulgação diferenciada e atrativa gera maior potencial de venda e agiliza o processo como um todo.

Tenha atenção aos detalhes na hora de fazer sua divulgação. Capriche nas fotos de anúncio de imóvel – se você não tem nenhuma, está na hora de pensar nisso – e comece a pensar em vídeos também.

O vídeo, hoje, é uma das mídias mais populares da web e tem ganhado uma força considerável para divulgar produtos e serviços. Não é diferente para o mercado imobiliário. Pensar em vídeos em alta qualidade – mesmo que filmados em smartphones – é uma estratégia interessante para mostrar seu imóvel para o seu público. Afinal, você precisa deixar uma boa impressão sobre a casa ou o apartamento já que esse imóvel poderá ser o novo lar do comprador. Dessa forma, é bom evitar fotos de má qualidade ou poucas opções de imagens. Invista em imagens de vários ângulos diferentes, de cada um dos cômodos do imóvel e dê mais atenção aos pontos positivos.

3. Dê atenção à decoração para vender

Na hora de divulgar seu imóvel você coloca a localização, o preço e alguns detalhes como o número de cômodos e banheiros, vagas na garagem e também fotos e vídeos como falamos na dica acima, certo? Mas o que realmente atrai o potencial cliente para comprar o seu imóvel e não outro pelo mesmo preço?

A decoração.

Parece contra intuitivo, mas a primeira impressão da sua propriedade é a que fica. E por decoração não entenda apenas a decoração interior do imóvel. A conservação da parte externa é tão importante quanto a da interna. Dê bastante foco para a preservação do jardim externo – caso esteja divulgando uma casa -, das paredes, do telhado, dos pisos e evite que aconteça o acúmulo de sujeira na calçada do imóvel.

O ideal é fazer uma visita semanal ao imóvel para verificar possíveis problemas logo no início deles. Com isso, você consegue resolver essa situação antes que ela se torne maior do que deveria.

Agora, sobre a decoração interna: trabalhe com uma pequena decoração interna do seu imóvel, mesmo que seja com móveis emprestados ou alugados. Faça essa decoração, tire fotos e grave vídeos com ela e depois divulgue o imóvel avisando que o preço não inclui móveis. Ou se preferir, compre os móveis e já inclua eles no preço de venda.

Dica extra: conte com ajuda profissional

Vender imóveis, como falamos no início desse texto, dá um bom trabalho. E você precisa estar disposto a ter esse trabalho para investir em imóveis para venda posterior. Do contrário, terá uma canseira enorme e verá poucas vantagens nesse tipo de investimento.

No entanto, também há a possibilidade de contratar uma imobiliária para organizar o processo de divulgação, a negociação e a venda em si. Logicamente, esse serviço tem um custo embutido, mas pode valer a pena caso o seu interesse seja apenas o valor final sem o envolvimento no processo. Além disso, imobiliárias geralmente já possuem toda uma estrutura de divulgação e uma carteira de clientes dispostos a investir na compra de bons imóveis, por isso, essa pode representar uma ótima opção para agilizar o processo de vender casas ou apartamentos.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre Imobiliária abc Guaíra Imóveis

Mercado Imobiliário

4 Motivos para alugar ou comprar uma casa em uma imobiliária em Santo André

Santo André tem sido uma das principais opções de paulistanos que buscam maior qualidade de vida em cidades menores e próximas da capital São Paulo, como as do ABC Paulista. Essas cidades, em especial Santo André, chamam atenção pelo conforto e infraestrutura completa que deixam a rotina organizada e permitem manter um trabalho na capital sem o estresse diário da grande metrópole.

Ela está situada a 22 km da capital paulista, em uma altitude – distância entre o nível do mar – de, aproximadamente, 760 metros e sua população atual é de aproximadamente 715 mil habitantes. Também possui um IDH alto para cidades brasileiras – 0,815 – que a coloca como a oitava cidade com melhor qualidade de vida do Estado de São Paulo inteiro.

Pensando nessa ótima oportunidade de morar nessa cidade aconchegante e tão próxima da capital, resolvemos te apresentar 4 motivos para alugar ou comprar uma casa em uma imobiliária em Santo André.

Confira:

1. Custo-benefício dos imóveis em Santo André

O mercado imobiliário está passando por uma recuperação e isso tem se traduzido em imóveis com preços atrativos nas imobiliárias em Santo André. Isso significa que alugar ou comprar uma casa por meio dessas imobiliárias vem sendo considerada uma ótima opção para investidores e quem deseja a calmaria de uma cidade menor, mas com a movimentação de uma cidade que oferece opções de lazer e serviços básicos para seus moradores.

Os interessados em casas na cidade podem fechar bons negócios com as imobiliárias em Santo André buscando imóveis em bairros com taxa de criminalidade baixa e alta qualidade de vida por um preço altamente convidativo se comparado com imóveis na Grande São Paulo.

2. Lazer para todos os gostos na cidade do ABC

Santo André é também conhecida por suas opções de lazer como os shoppings – Grand Plaza Shopping, Atrium Shopping Santo André e o Shopping ABC -; os parques, que falaremos mais abaixo; além de bares e um roteiro gastronômico especial.

Esse roteiro conta com restaurantes renomados como o Parrilla Del Carmem, uma sofisticada Steakhouse argentina, com atendimento de primeira e um ambiente agradável tanto para a família quanto para momentos mais românticos.

Outras opções gastronômicas ficam por conta de padarias gourmet com opções de almoço, jantar e brunchs, pubs com música ao vivo como o Old Town English Pub e o Santo Rock Bar que oferecem momentos divertidos e relaxantes para quem gosta da vida noturna.

3. Fácil acesso à capital – SP

Santo André é uma cidade próxima de basicamente tudo no que se refere à cultura paulista. Está próxima da Grande São Paulo e de outras cidades da região metropolitana, também possui uma importância econômica considerável dentro do estado e possui um sistema de transporte público bastante funcional e conectado com a metrópole. São 3 estações de trem integradas às linhas do metrô de São Paulo: Utinga, Prefeito Saladino e Prefeito Celso Daniel conectadas às linhas 3-Vermelha e 2-Verde.

Outro ponto legal do transporte público de Santo André é a rede de linhas intermunicipais de ônibus seletivas gerenciadas pela EMTU, possibilitando o deslocamento para lugares variados, como o Aeroporto de Congonhas, na capital.

Por último, a localização estratégica de Santo André, com diversas vias de acesso para outras regiões, como a Avenida dos Estados que liga Santo André e Mauá, e a Avenida Dom Pedro ll, facilitando acesso ao centro de São Caetano do Sul, colocam a cidade como um ponto de conexão entre as cidades do ABC Paulista.

Ela faz limite com São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Mauá, Ribeirão Pires e fica a apenas 50km de distância de Santos, sendo também uma ótima opção para estar mais próximo do litoral paulista e ainda assim estar próximo da capital paulista.

Outro atrativo de Santo André no que se refere à localidade é a proximidade com a charmosa Paranapiacaba, uma vila histórica, que reúne diversos passeios e um roteiro divertido de trilhas. São apenas 48 km de distância que separam Santo André desse ambiente relaxante e com um clima de cidade do interior.
Além disso, a cidade possui bairros planejados com tudo o que você precisa para ter comodidade e serviços básicos próximos a você. Recentemente, apresentamos uma lista com os 5 bairros de Santo André que representam um ótimo investimento em imóveis e você pode vê-lo aqui.  (LINK)

4. Parques em Santo André

Já falamos no ponto 2 sobre infraestrutura e lazer da cidade, mas a parte de parques merece uma atenção especial. Santo André oferece inúmeras opções de entretenimento em parques como o Parque Celso Daniel, localizado no bairro Jardim, ocupando uma grande área arborizada de 64 mil m², e que possui uma figueira com mais de 100 anos de vida, além de festivais que acontecem anualmente no local como o tradicional Festival de Flores, famoso por sua exposição de orquídeas.

O Parque Natural do Pedroso em Santo André é outra boa opção de lazer em parques da cidade. Ele é considerado uma Unidade de Conservação de Proteção Integral do bioma “Mata Atlântica”. Além disso, possui playground, campos de futebol, quadras para prática de esportes, uma cancha de bocha, quiosque com churrasqueiras, alamedas/trilhas para caminhada, capela, lagos e sanitários, tudo para proporcionar um ótimo final de semana no parque entre amigos e família. Não se esqueça de visitar a nascente dentro do parque, um trecho curto porém bem tranquilo de caminhada.

Outro parque especial de Santo André é o Parque Escola, localizado no bairro Valparaíso, um dos melhores para se morar em Santo André. Este parque realiza oficinas, programações de ciências e artes frequentemente. Recentemente, inclusive, o Parque abriu inscrições para oficinas de crochê, curso de pintura em tela e palestra sobre a Mata Atlântica.

Imobiliária de Santo André – Guaíra Imóveis

Essa seria o nosso quinto motivo para morar em Santo André. Mas seria pretensão nossa? Não! A Imobiliária de Santo André Guaíra Imóveis te ajuda a localizar o imóvel mais perto do seu trabalho, com direto a lazer e conforto, seja a procura de alugar uma casa ou comprar um apartamento, venha com a gente que nós mostramos um mundo de opção no mercado imobiliário de Santo André, SP.

Ficou impressionado com Santo André? Quer alugar ou comprar uma casa em uma imobiliária em Santo André? Então dê uma olhada em nossas opções de casas que a Guaíra Imóveis separou para você.

Gostou do assunto? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário aqui ou veja também o nosso artigo inusitado sobre: Tipos de residência para tipos de profissão!

Mercado Imobiliário

7 dicas essenciais para corretores de imóveis

Para corretores de imóveis e imobiliárias:

Aumentar o número de vendas e a satisfação do cliente é a vontade de basicamente qualquer profissional que trabalha diretamente com o público. Mas para um corretor de imóveis esses dois pontos são um desejo ainda maior na busca por uma uma carreira bem-sucedida. Eles representam grandes motivadores para estes profissionais que trabalham com venda de imóveis superarem os desafios diários do atendimento ao cliente. Essa motivação é necessária porque como atuam diretamente com clientes dos mais variados perfis, não existe uma fórmula mágica que atenda à todas as demandas.

Cada cliente é único, com necessidades únicas, problemas únicos e capacidades únicas. É preciso analisar cada um deles cuidadosamente e em detalhes, para entender como satisfazer seu desejo e sua necessidade em um experiência também única.

Você, como corretor de imóveis, provavelmente costuma pensar em como melhorar seu atendimento basicamente todos os dias, certo? Pensando nisso, preparamos algumas dicas essenciais para você se transformar em um corretor ainda mais eficiente, através da reflexão e da mudança de padrões.

  1. Ame o que você faz

Você gosta da sua profissão? A primeira pergunta que você precisa fazer é essa. Afinal, de nada adianta entrar no mercado imobiliário apenas pensando que é uma oportunidade de trabalho super rentável. Os ganhos são importantes, é lógico, mas não devem ser a principal força motivadora. Você precisa gostar do que faz, para sempre fazer o melhor possível para o seu cliente.

  1. Supere as expectativas do cliente

Atualmente, ter todas as informações sobre um imóvel é algo básico para um bom corretor de imóveis. Isso porque a internet democratizou o acesso à informações sobre imóveis e cotações que antes apenas os corretores tinham acesso.

Isso significa que você precisa superar as expectativas do seu cliente no que se refere ao acesso à informações. Mas como fazer isso? A primeira coisa que precisa fazer é ser totalmente transparente com quem você está atendendo. Não esconda ou omita absolutamente nenhuma informação.

Segundo ponto: personalize a apresentação dos dados que o seu cliente está buscando ou que você julga necessário para que ele se interesse mais pelo imóvel em questão. Crie templates editáveis em plataformas como o Canva, que facilitam a edição de informações em formatos visuais mais atrativos com imagens, textos coloridos e em formato PDF, por exemplo.

Outro ponto importante é diversificar os canais de comunicação. Ao conversar com o seu cliente, é bom perguntar a ele quais os meios de comunicação ele prefere ser contatado. Se for pelo whatsapp, utilize o whatsapp, se for pelo e-mail, utilize o e-mail e assim por diante.

  1. Potencialize o seu alcance nas mídias em que trabalha

Seu site ou o site da sua imobiliária estão atualizados? Possui um blog com informações interessantes sobre o mercado imobiliário? Suas redes sociais – Facebook, LinkedIn, Instagram, Pinterest – estão sempre atualizadas com as últimas novidades?

Se você não faz nada disso, está mais do que na hora de começar a estruturar uma estratégia para trabalhar com essas ferramentas. Isso porque elas são cruciais para qualquer imobiliária ou corretor de imóveis trabalhar com eficiência e principalmente com a dinâmica que clientes conectados exigem.

Conteúdos multimídia são ideais para chamar a atenção. Filmagens com drones, seja de empreendimentos novos, seja de imóveis já construídos -, fotos em alta qualidade (com tudo bem arrumadinho no imóvel, por favor) e feitas por profissionais ou pelo menos com equipamentos com alta capacidade de fotografia, pensando também na iluminação, tudo isso pode contribuir para criar conteúdos mais eficientes e com maior potencial de conversão em vendas.

Mas lembre-se: de nada adianta ter boas imagens e vídeos se o anúncio não tiver uma descrição bem detalhada, completa e organizada.

  1. Tenha resiliência

Ter resiliência é essencial para qualquer profissional e para o corretor de imóveis não seria diferente. Pratique o hábito de não se abalar com as adversidades. Procure aprender com desafios, erros e acontecimentos inesperados, mas não se deixe abalar por eles. Pratique a resiliência em sua carreira e veja seus resultados melhorarem.

  1. Seja empático e tenha compaixão

Ser empático e ter compaixão são duas qualidades importantes para profissionais no geral. Ter compaixão, ou seja, compartilhar o sofrimento do outro, significa não ser indiferente frente a esse sofrimento. Isso não significa que você tem que entender qualquer situação do seu cliente, todas as dificuldades que ele venha a ter ou comportamentos inadequados.

Significa que é necessário saber ouvir seu cliente e entender o que ele está passando naquele momento, quais são os desafios que ele está enfrentando, o que ele precisa para aquele momento específico ou o que ele planeja para dali alguns anos. Quando você pratica a empatia e a compaixão, fica mais fácil atender seus clientes e conseguir satisfazê-lo com qualidade.

  1. Seja um hub de conhecimento

Ser um hub de conhecimento é ser uma central de boas e úteis informações. Envie regularmente aos seus clientes um compilado de artigos, ideias criativas, soluções e qualquer tipo de informação que possa ser relevante para ele, mesmo que ele não esteja negociando nada com você no momento. Pode ser uma newsletter por e-mail, por exemplo.

Oferecer esse tipo de solução para o seu cliente, além de agregar valor ao seu trabalho, faz com que ele crie uma imagem positiva de você como profissional. Isso significa que, quando ele precisar de um bom corretor, é de você que ele provavelmente se lembrará.

  1. Nunca pare de aprender

Para ser um excelente corretor de imóveis, ter o CRECI é apenas o básico. Você precisa ter um conhecimento amplo de economia, sociedade, hábitos de consumo, atendimento ao cliente, entre outros pontos.

Por isso, procure sempre se atualizar com palestras e vídeos no YouTube, faça cursos online, leia e-books e artigos, participe de eventos dentro do seu mercado ou de indústrias que influenciem o mercado imobiliário, enfim, não pare de estudar e aprender coisas novas, pois esses novos conhecimentos te ajudarão a atender melhor seus clientes e fechar boas oportunidades de negócio.

Essas são apenas algumas dicas essenciais que você pode utilizar para melhorar seu atendimento e se tornar um corretor de imóveis ainda mais capacitado e bem-sucedido. Pratique uma dica de cada vez e insira-as na sua rotina de trabalho com paciência e dedicação. Aos poucos, você perceberá grandes transformações e melhorias no seu potencial de negociação.

Gostou do nosso artigo? Veja o nosso super útil sobre: Refinanciamento de imóvel
http://blog.guairaimoveis.com.br/2018/10/18/como-fazer-um-refinanciamento-de-imovel/