Mercado Imobiliário

7 dicas essenciais para corretores de imóveis

Para corretores de imóveis e imobiliárias:

Aumentar o número de vendas e a satisfação do cliente é a vontade de basicamente qualquer profissional que trabalha diretamente com o público. Mas para um corretor de imóveis esses dois pontos são um desejo ainda maior na busca por uma uma carreira bem-sucedida. Eles representam grandes motivadores para estes profissionais que trabalham com venda de imóveis superarem os desafios diários do atendimento ao cliente. Essa motivação é necessária porque como atuam diretamente com clientes dos mais variados perfis, não existe uma fórmula mágica que atenda à todas as demandas.

Cada cliente é único, com necessidades únicas, problemas únicos e capacidades únicas. É preciso analisar cada um deles cuidadosamente e em detalhes, para entender como satisfazer seu desejo e sua necessidade em um experiência também única.

Você, como corretor de imóveis, provavelmente costuma pensar em como melhorar seu atendimento basicamente todos os dias, certo? Pensando nisso, preparamos algumas dicas essenciais para você se transformar em um corretor ainda mais eficiente, através da reflexão e da mudança de padrões.

  1. Ame o que você faz

Você gosta da sua profissão? A primeira pergunta que você precisa fazer é essa. Afinal, de nada adianta entrar no mercado imobiliário apenas pensando que é uma oportunidade de trabalho super rentável. Os ganhos são importantes, é lógico, mas não devem ser a principal força motivadora. Você precisa gostar do que faz, para sempre fazer o melhor possível para o seu cliente.

  1. Supere as expectativas do cliente

Atualmente, ter todas as informações sobre um imóvel é algo básico para um bom corretor de imóveis. Isso porque a internet democratizou o acesso à informações sobre imóveis e cotações que antes apenas os corretores tinham acesso.

Isso significa que você precisa superar as expectativas do seu cliente no que se refere ao acesso à informações. Mas como fazer isso? A primeira coisa que precisa fazer é ser totalmente transparente com quem você está atendendo. Não esconda ou omita absolutamente nenhuma informação.

Segundo ponto: personalize a apresentação dos dados que o seu cliente está buscando ou que você julga necessário para que ele se interesse mais pelo imóvel em questão. Crie templates editáveis em plataformas como o Canva, que facilitam a edição de informações em formatos visuais mais atrativos com imagens, textos coloridos e em formato PDF, por exemplo.

Outro ponto importante é diversificar os canais de comunicação. Ao conversar com o seu cliente, é bom perguntar a ele quais os meios de comunicação ele prefere ser contatado. Se for pelo whatsapp, utilize o whatsapp, se for pelo e-mail, utilize o e-mail e assim por diante.

  1. Potencialize o seu alcance nas mídias em que trabalha

Seu site ou o site da sua imobiliária estão atualizados? Possui um blog com informações interessantes sobre o mercado imobiliário? Suas redes sociais – Facebook, LinkedIn, Instagram, Pinterest – estão sempre atualizadas com as últimas novidades?

Se você não faz nada disso, está mais do que na hora de começar a estruturar uma estratégia para trabalhar com essas ferramentas. Isso porque elas são cruciais para qualquer imobiliária ou corretor de imóveis trabalhar com eficiência e principalmente com a dinâmica que clientes conectados exigem.

Conteúdos multimídia são ideais para chamar a atenção. Filmagens com drones, seja de empreendimentos novos, seja de imóveis já construídos -, fotos em alta qualidade (com tudo bem arrumadinho no imóvel, por favor) e feitas por profissionais ou pelo menos com equipamentos com alta capacidade de fotografia, pensando também na iluminação, tudo isso pode contribuir para criar conteúdos mais eficientes e com maior potencial de conversão em vendas.

Mas lembre-se: de nada adianta ter boas imagens e vídeos se o anúncio não tiver uma descrição bem detalhada, completa e organizada.

  1. Tenha resiliência

Ter resiliência é essencial para qualquer profissional e para o corretor de imóveis não seria diferente. Pratique o hábito de não se abalar com as adversidades. Procure aprender com desafios, erros e acontecimentos inesperados, mas não se deixe abalar por eles. Pratique a resiliência em sua carreira e veja seus resultados melhorarem.

  1. Seja empático e tenha compaixão

Ser empático e ter compaixão são duas qualidades importantes para profissionais no geral. Ter compaixão, ou seja, compartilhar o sofrimento do outro, significa não ser indiferente frente a esse sofrimento. Isso não significa que você tem que entender qualquer situação do seu cliente, todas as dificuldades que ele venha a ter ou comportamentos inadequados.

Significa que é necessário saber ouvir seu cliente e entender o que ele está passando naquele momento, quais são os desafios que ele está enfrentando, o que ele precisa para aquele momento específico ou o que ele planeja para dali alguns anos. Quando você pratica a empatia e a compaixão, fica mais fácil atender seus clientes e conseguir satisfazê-lo com qualidade.

  1. Seja um hub de conhecimento

Ser um hub de conhecimento é ser uma central de boas e úteis informações. Envie regularmente aos seus clientes um compilado de artigos, ideias criativas, soluções e qualquer tipo de informação que possa ser relevante para ele, mesmo que ele não esteja negociando nada com você no momento. Pode ser uma newsletter por e-mail, por exemplo.

Oferecer esse tipo de solução para o seu cliente, além de agregar valor ao seu trabalho, faz com que ele crie uma imagem positiva de você como profissional. Isso significa que, quando ele precisar de um bom corretor, é de você que ele provavelmente se lembrará.

  1. Nunca pare de aprender

Para ser um excelente corretor de imóveis, ter o CRECI é apenas o básico. Você precisa ter um conhecimento amplo de economia, sociedade, hábitos de consumo, atendimento ao cliente, entre outros pontos.

Por isso, procure sempre se atualizar com palestras e vídeos no YouTube, faça cursos online, leia e-books e artigos, participe de eventos dentro do seu mercado ou de indústrias que influenciem o mercado imobiliário, enfim, não pare de estudar e aprender coisas novas, pois esses novos conhecimentos te ajudarão a atender melhor seus clientes e fechar boas oportunidades de negócio.

Essas são apenas algumas dicas essenciais que você pode utilizar para melhorar seu atendimento e se tornar um corretor de imóveis ainda mais capacitado e bem-sucedido. Pratique uma dica de cada vez e insira-as na sua rotina de trabalho com paciência e dedicação. Aos poucos, você perceberá grandes transformações e melhorias no seu potencial de negociação.

Gostou do nosso artigo? Veja o nosso super útil sobre: Refinanciamento de imóvel
http://blog.guairaimoveis.com.br/2018/10/18/como-fazer-um-refinanciamento-de-imovel/

Dicas

Piso para a casa: cerâmica ou porcelanato? A Imobiliária Guaíra te ajuda na dúvida

Na dúvida sobre qual piso escolher para sua reforma? A Imobiliária Guaíra te ajudará a decidir nesse embate entre o piso de cerâmica e porcelanato.

Escolher os pisos para a casa durante uma reforma pode ser um trabalho de grande dificuldade. Afinal, a cerâmica é um clássico, mas o porcelanato é moderno.

Então, o que escolher? Calma! A Imobiliária Guaíra está aqui para te ajudar. Com toda a experiência de anos de mercado imobiliário, sabemos como a harmonia de um ambiente depende muito do piso do local.

Dessa forma, essa pergunta indecisa sobre o tipo de piso para casa é muito abrangente. Isso porque exige saber qual peça será no local, como será a disposição dos móveis, o que se colocará disposto sobre o piso e etc.

Ou seja, uma infinidade de possibilidades que vão muito além de “aqui será um banheiro” ou “aqui será a cozinha”. É preciso levar conta as variáveis, a mobília, e, claro, o orçamento disponível para a reforma.

Ambientes diferentes exigem pisos diferentes. A escolha, portanto, precisa ser certeira. Quanto melhor o piso escolhido, mais prática será a limpeza, mais bela será e a casa e maior será o aconchego do novo lar.

A escolha do piso, seja a cerâmica ou porcelanato, exige pesquisa profunda. O piso dará a personalidade do ambiente, e, portanto, é fundamental que ele seja bem pensado no momento de escolha.

Além dos pisos de cerâmica e porcelanato, a Imobiliária Guaíra ainda tem duas outras opções para você: laminados e pastilhas. Por isso, não fique restrito aos dois, é necessário abranger o horizonte e assim entender cada um dos pisos para a casa.

Pisos para a casa: qual o melhor?

Não existe o pisto para a casa que seja o melhor. Existem variáveis, e estas devem ser respeitas. Seja por personalidade, comodidade na hora de limpar ou no que melhor se encaixa de acordo com cada ambiente.

Feito isso, há quatro tipos de pisos para a casa que se destacam. Como bem dito, a cerâmica e o porcelanato se destoam dos demais, mas o laminado e as pastilhas chegaram para ficar.

Guaíra Imóveis indica porcelanato em prol da limpeza prática

Para ter ainda menos trabalho para limpar, opte sempre pelos escuros e retificados. O que já era prático para limpar, pode ficar ainda mais. Essa é a grande vantagens do porcelanato.

Assim, qualquer fio de cabelo que cair no chão, você logo perceberá. As peças hoje, além de propiciar uma limpeza cômoda, estão maiores, o que dá uma sensação de amplitude, valorizando o ambiente com sofisticação e leveza.

Cerâmica pelo clássico uso em cozinhas e banheiros

A cerâmica é altamente durável, e, tal como o porcelanato, é fácil de limpar, podendo ser muito versátil. Seja para ambientes internos ou externos, a cerâmica é sempre válida como opção.

É preciso atenção, no entanto, que a cerâmica segre um grau de resistência, denominado PEI (Porcelain Enamel Institute, no inglês). Quanto maior for o PEI, maior a resistência.

Guaíra Imóveis sugere laminados pela modernidade e profundidade

A adoção dos laminados pode ser muito cômoda, pois, se bem cuidados, podem durar anos. Instalação fácil, mais barato e simples de usar.

Com uma adoção correta da cor e do material, efeitos incríveis podem ser criados, a fim de permitir uma ilusão de profundidade no ambiente.

Pastilhas para valorizar ambientes externos

Sobretudo para ambientes externos, as pastilhas acabam se destacando. Isso se deve ao fato de sua resistência ser maior que as demais.

Mas ela pode ser usada no interior? Claro, além de ser muito adotada no revestimento de piscinas, também são comumente utilizadas em cozinhas e banheiros.

A Imobiliária Guaíra indica sempre levar em consideração a preferência pessoal

Afinal, a casa é sua, o lar é seu. Sempre priorize a sua opção e preferência. Uma casa não é para os outros, mas sim para o aconchego pessoal e da família.

Ao certificar dos prós e contras de cada piso para a casa, a escolha deverá partir da personalidade de cada um. A Guaíra Negócios disponibiliza as dicas, as vantagens, as desvantagens, mas quem decide é o proprietário.

O ideal é sempre pesquisar, certificar e entender aquele piso. É cômodo de limpar? O tempo não o desgasta com facilidade? Ele dará ar de aconchego?

Respondendo a essas três perguntas, e encaixando nas expectativas, não há motivos para não optar pela sua preferência pessoal.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre Cuidado com animais domésticos em Imóveis Alugados!

DicasLife Organized

Quem não gosta de uma sapateira organizada?

Acho que todo mundo já ouviu algo como: “ para que tanto sapato se você só tem 2 pés!”. A verdade é que as mulheres em geral amam um sapato.

Mas como mantê-los organizados para não perder tempo na hora de escolher o que vai usar? Como encontrar espaço para tantos pares?

Acho que as dicas abaixo podem te ajudar:

  • limpe os sapatos e deixe tomar ar antes de retornar ao armário ou sapateira.
  • separe por estilo: sapatilhas, tênis, festa, sandálias, scarpin etc…
  • se você tiver espaço, o ideal é organizar cada estilo em uma prateleira.
  • para ganhar mais espaço, coloque um pé à frente do outro ou os pés invertidos

  • as caixas plásticas para sapatos são excelentes, pois evitam o pó e como são ventiladas não deixam o sapato mofar. Você pode inclusive identificar o modelo, colando uma foto. Porém, é necessário espaço para acomodá-las.

  • se o seu armário não tem espaço suficiente, algumas soluções: uso de caixas organizadoras que vão embaixo da cama ou gavetões com rodinhas, sapateiras de plástico, que podem ser penduradas atrás da porta do quarto.
  • Já existe no mercado um organizador de sapatos que acomoda um pé sobre o outro e economiza muito espaço no armário

Lembre-se: sempre que comprar um novo par, veja se não tem algum que pode sair. Isso ajuda a manter a organização e evita deixar a sapateira entulhada de pares que já não usamos mais.

 

Mercado ImobiliárioNegócios e Vendas

Como fazer um refinanciamento de imóvel?

Entenda o que é, quais as vantagens e como fazer a alienação fiduciária para garantir um dinheiro de forma mais rápida e prática para investir no que você precisa no momento.

Refinanciar um imóvel é uma prática que está se tornando popular também no Brasil. Lá fora, em especial nos EUA, já é bem comum hipotecar a casa em busca de um valor para fazer algum tipo de investimento.

A prática, também conhecida como home equity ou alienação fiduciária, representa uma boa opção para quem precisa de dinheiro rápido para fazer investimentos, mas é preciso ter um imóvel próprio, quitado e registrado em seu nome.

O, refinanciamento imobiliário é justamente essa modalidade de empréstimo que permite que você utilize o seu imóvel para conseguir dinheiro. E se você tem um imóvel próprio, seja residencial ou comercial, e precisa de um empréstimo para investir nos seus planos, dá pra tentar uma alienação fiduciária.

Hoje, vamos mostrar detalhes sobre essa prática, as vantagens e como conseguir um refinanciamento.

Como ele funciona na prática?

Ao Refinanciar o seu imóvel, você estará oferecendo ele como garantia de pagamento à uma instituição bancária para adquirir um empréstimo que pode variar entre R$ 20.000 até 60% do valor da propriedade.

Isso significa que se o seu imóvel for avaliado em R$ 400.000,00, por exemplo, você pode adquirir um empréstimo de no máximo R$ 240.000,00.

Para dar início ao processo é bastante simples: solicite ao gerente do seu banco um refinanciamento do imóvel, apresente a matrícula atualizada do imóvel que servirá de garantia, junto dos seus documentos simples (CNH, por exemplo).

Depois de fazer isso, o imóvel será avaliado pelo corretor apontado pelo banco e, se aprovado, irá estipular um valor e o proprietário poderá então solicitar a quantia do empréstimo desejado.

Lembrando que é o corretor de imóveis selecionado pelo banco que fará a avaliação do valor do imóvel. Não adianta chegar na instituição bancária com uma avaliação já feita.

Mais quais as vantagens de refinanciar meu imóvel?

Quando você dá seu imóvel como garantia em um contrato de empréstimo, o banco te classifica como uma carteira de baixo risco, pois ele tem mais certeza de que você é confiável em termos financeiros.

Com essa garantia, ele pode conceder prazos de pagamento maiores das parcelas, além de condições mais facilitadas no que se refere às formas de parcelamento e pagamento da dívida.

Condições como taxas de juros muito menores, que atingem em média 3% ao mês (valores mais em conta do que no caso do rotativo do cartão de crédito, cheque especial e de empréstimos pessoais ou consignados), adicionado da correção monetária, ou um prazo máximo de pagamento mais extenso, de até 20 anos (ou seja, 240 parcelas mensais).

Outra vantagem bastante importante e que dá base para realizar um refinanciamento imobiliário é que poucos empréstimos bancários oferecem volumes financeiros tão grandes quanto neste modelo. O valor oferecido é baseado no valor do bem como dissemos acima, então é bem comum que ultrapasse os R$ 50 mil.

Por serem valores muito grandes, alguns podem achar que haverá algum tipo de taxação, tal qual quando se vende um imóvel e é necessário utilizar o dinheiro na compra de outro imóvel a fim de evitar cobrança de impostos. No entanto, no caso dessa prática, você fica totalmente livre para investir do jeito que for mais conveniente e atraente para a sua saúde financeira. Basta declarar o valor como refinanciamento imobiliário depois na declaração de IR.

Preciso declarar renda para fazer a alienação fiduciária?

Sim, você precisa comprovar algum tipo de renda, mesmo oferecendo o imóvel próprio como garantia. Isso porque a instituição bancária define e limita o valor da parcela a 30% da renda líquida de quem está pedindo a alienação.

Há também uma facilidade bastante grande nesse tipo de empréstimo com relação às prestações mensais. Elas são decrescentes e descontadas automaticamente de sua conta bancária. Com isso, você também não atrasa nenhuma parcela e evita uma eventual perda do imóvel.

E lembre-se: não dá para pedir alienação fiduciária com nome sujo na praça. Possuir dívidas em atraso registradas no Serasa ou SPC pode prejudicar a liberação do financiamento.

É fácil fazer um empréstimo imobiliário?

Não. Mas é completamente possível para quem já possui:
• 1 imóvel quitado
• Fonte de renda comprovável
• Nome livre de dívidas

Depois, na hora que tiver escolhido a instituição bancária de sua preferência e estudado bem as condições do refinanciamento imobiliário, passará uma análise jurídica e de crédito, bem como do imóvel oferecido.

Após a aprovação da propriedade pelo corretor de imóveis, o banco emite e assina o contrato com você, faz o registro do documento em cartório e a liberação do capital.

Agora que você já descobriu as vantagens e como fazer o refinanciamento de imóvel, avalie com cautela as condições e invista nos seu sonhos. Avalie todas as vantagens, desvantagens, o valor que você realmente necessita para realizar seu sonho, fazer os investimentos que pretende com o dinheiro adquirido e como fará para pagar as parcelas do refinanciamento do seu imóvel, para garantir que você não perca sua propriedade e ainda consiga um bom dinheiro a mais do que já tinha.

Gostou do nosso artigo? Muito interessante né? Veja também no nosso eBook abaixo o que é mais válido para você, comprar ou alugar casa ou apartamento!


 

Dicas

Estudantes procurando casa ou apartamento? Confira as dicas da Imobiliária Guaíra

A Imobiliária Guaíra incentiva a educação, então faz questão de oferecer a melhor moradia, no melhor lugar para os que são o futuro do país.

Estudantes procurando apartamento é uma constante no Brasil. Com a possibilidade de mudar-se, residir em uma casa nova e fazer uma faculdade longe de casa, o Brasil encurtou as longas distâncias.

A Imobiliária Guaíra percebe esse fluxo de acordo com a abertura de oportunidades em faculdades da Região do ABC Paulista. Mais e mais estudantes procurando casa ou apartamento.

É uma verdadeira constante, sobretudo pensar nos jovens que buscam bons locais, seguros e de fácil acesso às Universidades. Por isso, um bom lugar se faz tão necessário.

Ter à disposição farmácias, padarias, transporte público, segurança e supermercados parece utopia, certo? Mas a Imobiliária Guaíra garante: não! Na realidade, é o mínimo que você precisa para viver.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para quem está procurando imóvel para alugar e algumas opção para locar na região. Quer saber mais? Então não deixe de ver esse dossiê que preparamos para você, jovem estudante na busca por apartamento ou casa para viver, estudar e chamar de lar.

Dicas para estudantes procurando casa ou apartamento: como locar

Buscar um apartamento não é fácil, e por isso a Guaíra Negócios sempre faz o alerta: fique atento! É preciso sempre atenção nos contratos, nas casas oferecidas e, claro, em tudo o que cerca o bairro a residir.

Dessa forma, separamos algumas dicas para a locação de imóveis, veja:

Planejamento e localização: é importante antecedência antes de decidir o local para moradia. A escolha precisa atender às necessidades;
Orçamento: além de planejar a localização, é fundamental definir o orçamento que pretende investir na moradia;
Transporte: é fundamental um local onde o transporte público seja acessível, mesmo que se tenha um carro particular à disposição;
Visitação: não se atire no primeiro. Olhe. Questione. Visite. Nada é melhor que abranger os horizontes;

Depois de escolhido o imóvel, chegou a hora de reunir os documentos, acertar as garantias e estabelecer o contrato. Pode parecer algo “muito vida adulto”, mas com uma Imobiliária adequada, a orientação é prática, o processo é ágil e a mudança pode ser feita rapidamente.

Dessa forma, com planejamento, um bom suporte e organização, os estudantes que procuram casa ou apartamento para sua vida independente podem, enfim, desfrutar de um lar.

4 opções de imóveis para alugar

Para ajudar, separamos algumas ótimas opções na região central de quatro cidades da Região do ABC paulista. Aos que querem um bom lugar para viver e um bom lugar para estudar, separamos quatro apartamentos para alugar ou comprar.

Apartamento 1 dormitório em São Bernardo do Campo

Apartamento com 1 dormitório em SBC

Com 1 dormitório, 45m² e espaço amplo para um estudante que planeja sair de casa. Bem localizado, ótimo preço e de qualidade. Por que não agendar uma visitação?

Apartamento com 2 dormitórios em Santo André

Apartamento com 2 dormitórios em Santo André

A Guaíra Imóveis é uma Imobiliária em Santo André. Conhecendo a cidade como a palma da mão, os corretores apresentam uma formidável opção de apartamento para alugar no centro da cidade. Com 60m² e 2 dormitórios, o preço está de cair o queixo.

Apartamento 1 dormitório em Diadema

Apartamento com 1 dormitório em Diadema

O menorzinho, com 42m², mas muito charme e acolhedor. Ideal para um estudante vindo do interior que preza por um lugar compacto para aquele que visita, mas gigante para quem vive. Uma visita vale a pena ser feita, não acha?

Apartamento Bellagio (São Bernardo do Campo)

Apartamento Bellagio em São Bernardo do Campo

Por que não investir? O filho vai morar longe? Aproveitar e fazer um investimento pode ser o ideal. O Residencial Bellagio é uma grande opção de investimento no setor imobiliário.

Moderno, belo e no tamanho exato para um estudante dividir o apartamento com um colega de quarto. Além disso, a faculdade pode passar, mas o investimento em um imóvel de grande porte, excelente localização e a um preço abaixo do valor de mercado.

Está esperando o quê?

A Imobiliária Guaíra presta um serviço de acolhimento

Ao jovem estudante que almeja abrir asas e sair do ninho de casa. É uma grande vitória a independência, residir longe de casa e poder se virar sozinho.

É complicado, é verdade. A louça que não se lava sozinha, as meias sujas que já estão na escrivaninha e não mais na gaveta e quilos e mais quilos de miojo.

Brincadeiras à parte, a vida longe de casa pode ser difícil para os estudantes procurando casa ou apartamento. Mas a verdade é que trata-se de uma realização única e memorável.

A Imobiliária Guaíra busca, através de seu trabalho, não só oferecer casa ou apartamento, mas sim um lar acolhedor, que ao menos ajude a diminuir a saudade de casa e da comida quente da mãe.

Gostou do artigo? Veja o nosso sobre qual é a melhor opção, comprar ou alugar?
E se você ainda tem questões sobre morar longe do trabalho, baixe nosso eBook e tire as dúvidas!

Mercado ImobiliárioNegócios e Vendas

Mudanças no teto FGTs para financiamento imobiliário em 2019, confira já!

Mudança começa a valer a partir de 1º de janeiro de 2019 para compra de imóveis.

A partir do primeiro dia do ano que vem, qualquer brasileiro vai poder utilizar os recursos do FGTS para adquirir um imóvel próprio. A regra já existia previamente, mas agora tem um novo limite: até R$ 1,5 milhão. O aumento do limite foi em mais de meio milhão de reais, já que o limite anterior era de R$ 950.000,00 para imóveis nos estados de São Paulo, Rio, Brasília e Belo Horizonte e R$ 800 mil no restante do País.

Isso representa uma adaptação significativa à nova realidade econômica do país depois de 2014. O mercado imobiliário ainda está se recuperando da última crise e por isso, a Caixa Econômica e outros órgãos que regulam a economia do país vem fazendo mudanças no esquema de financiamentos imobiliários para diversas faixas de público.

Essa mudança do teto do FGTS foi anunciada há poucos meses pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e causou um impacto positivo no mercado imobiliário que começou a se preparar para uma nova procura por apartamentos e casas por parte de seus clientes.

A nova política do uso FGTS é válida para financiamentos contratados dentro das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), com previsão de juros de 12% ao ano mais correção monetária pela TR, no máximo.

O interessante é que essa mudança é uma novidade que já foi testada anteriormente: entre fevereiro e dezembro de 2017, o limite foi alterado para determinar se causaria algum impacto negativo no mercado de financiamentos. Como o efeito foi oposto, as instituições de regulamentação decidiram por tornar a mudança permanente.

Mas para entender melhor os efeitos dessa mudança cujo objetivo é o de estimular a construção civil novamente no país, precisamos entender dois sistemas que organizam o financiamento imobiliário no país o SFI e o SFH.

O SFI – Sistema Financeiro Imobiliário – engloba imóveis acima do limite do SFH – Sistema Financeiro de Habitação. O SFH foi criado em 1964 através da lei nº 4.380 para organizar os financiamentos imobiliários brasileiros e tem o intuito de ajudar os brasileiros a adquirir uma casa própria. Já o SFI funciona para financiamentos imobiliários que não estão contidos na lei do SFH como imóveis com um valor maior do que os limites estabelecidos do SFH.

Essa minirreforma tem como principal objetivo estimular a retomada de negócios no mercado imobiliário e ativar a construção civil. Isso porque o Brasil sempre olhou para este mercado como um dos mais importantes – se não o mais – para aquecer a economia e gerar mais empregos.

Apesar da maior demanda por financiamento de imóveis estar concentrada em propriedades com valores até R$ 500.000,00, a expectativa é que a novidade traga uma nova movimentação para o mercado imobiliário. Ainda mais pelo fato de que, neste novo pacote de mudanças, a CMN também determinou que instituições bancárias que efetivarem financiamentos imobiliários de até R$500 mil poderão multiplicar esse recurso por 1,2 na hora de contabilizar se cumpriram o patamar mínimo que deve ser direcionado ao crédito imobiliário.

Condições para o uso do FGTS no financiamento
Na prática, as novas regras começam a valer a partir de janeiro do ano que vem como falamos lá em cima. E antes de se planejar para usar seu FGTS é importante entender que essas regras possuem condições bastante específicas.

Vamos a elas:

1. Qualquer um que tem conta FGTS pode usar o saldo pra comprar um imóvel?

Não. Para utilizar os recursos do FGTS que você possui para realizar a compra de um imóvel, será necessário que você tenha no mínimo três anos de trabalho e recolhimentos ao fundo. Outras condições são que não tenha ainda nenhum financiamento pelo SFH nem seja proprietário de imóvel.

2. Há algum tipo de restrição para o uso do FGTS em imóveis?

Se o uso do FGTS tiver como foco reformas ou algum tipo de ampliação na propriedade, ou ainda para a compra de material de construção ou compra de imóvel comercial para familiares ou dependentes.

3. Como será feita a correção das prestações?

O sistema de correção das prestações vai mudar. Hoje, ele se baseia na variação da Taxa Referencial, a TR. Essa taxa é calculada com base na média dos juros dos títulos oferecidos pelos bancos, o Certificado de Depósito Bancário (CDB).

A partir do dia 1º de janeiro do ano que vem, em contratos de financiamento com FGTS poderão ser empregados índices de inflação como o IPC-A ou o IGP-M para atualização da prestação e saldo devedor.

Essas mudanças representam mais um investimento do governo e das instituições bancárias para movimentar a economia, gerar novos empregos e tentar auxiliar o país na saída dessa crise. O caminho não é fácil, mas mostra um novo cenário para 2019, com mais oportunidades de negócio no mercado imobiliário e uma possibilidade maior para qualquer público adquirir a tão sonhada casa própria.

Gostou desse artigo? Veja o nosso aritgo sobre “Comprar ou Alugar casa ou apartamento, o que é melhor para você!”

E se você ainda tem essas dúvidas sobre comprar ou alugar, acesse nosso eBook abaixo e fique mais tranquilo!

Dicas

5 plantas para você ter na sua horta da chácara ou sítio

Criar uma horta na chácara ou sítio virou uma forte tendência. A Sustentabilidade, e o conceito carregado, criou esse movimento de pessoas pró-ativas em cultivar uma pequena horta de subsistência.

Mesmo que não seja a dependência da família, ter uma horta no quintal da chácara estimula o trabalho com as mãos junto daquilo que se consome. A hortaliça que vai no prato, as batatas assadas da noite ou as cenouras cozidas para servir junto às beterrabas são sempre uma ótima ideia, até em hortas verticais para apartamentos ou casa são interessantes.

Enfim, uma infinidade de opções que podem compor a alimentação e enriquecer até de outras formas o corpo. O momento relaxante, calmante e de certa meditação propiciados ao estar em contato breve com a natureza, mesmo que em um mínimo pedaço de terra.

A preocupação com o modelo de vida sustentável tem sido uma constante entre as pessoas. Um sítio ou uma pequena chácara passaram, inclusive, a serem um requisito comum na Imobiliária Guaíra.

Pessoas preferindo a tranquila vida no campo, ou ainda procurando um exílio temporário no interior, a fim de esquecer o caos da cidade grande. A Guaíra Negócios não é boba, e ela sabe o que o cliente sempre está buscando ao comprar ou alugar um imóvel.

Sabendo agradar sua clientela, a Imobiliária Guaíra não só está atenta nos negócios imobiliários, nos imóveis para vender ou nos apartamentos para alugar. O caso é: estar atenta às plantinhas. Sim, plantinhas.

São belas, enfeitam o espaço e dão um ar mais clean ao ambiente. Agora, imagine uma pequena horta para sua chácara ou sítio? Uma maravilha, não é?

Separamos algumas ótimas opções para você cultivar na pequena horta montada na chácara ou no sítio. Dicas da Imobiliária de Santo André e São Bernardo do Campo também. Veja!

5 ótimas plantas para cultivar na chácara ou sítio

De hortaliças às leguminosas. Uma horta precisa ser variada, bela, e, sobretudo, útil. Poder usufruir dela, cultivar, germinar e perceber como ela pode ser opção viável de consumo sustentável e equilibrado.

1) Hortaliças para enfeitar com o belo verde

Hortaliças são essenciais em qualquer horta. Elas dão à horta, a cara de uma bela plantação. Saudável, verde e orgânico. Um opção prática de cuidar, e que não demanda grande energia.

Além de conceberem belas folhas durante todo o ano, as hortaliças são variadas, e podem ser plantadas aos montes na pequena horta. Seja um pé da crocante alface americana, de uma bela folhagem de rúcula ou ainda do delicioso espinafre.

Ou melhor, que tal os três? Desfrutando no sua casa ou apartamento!

2) Leguminosas são ótimas opções

Gosta daquela mandioquinha frita? Ou aquela batata frita acompanhada da cerveja para beber no seu apartamento no final da noite? Ah, você é mais do mundo fitness e se agrada de uma batata doce, então? Por que não plantar a sua própria leguminosa, então?

Excelente fonte de carboidratos, as leguminosas são fontes de energia e imprescindíveis para compor não só uma horta, como também um nutritivo cardápio.

Agora, imagina se você não tem uma chácara ou sítio mas consegue comprar no mercado mais próximo um produto desses orgânicos de uma plantação familiar? Tudo de bom não?

3) Cenouras não podem faltar

A cenoura é “a cara” de uma horta raiz (com o perdão do trocadilho). Fáceis de cultivar e deliciosas para consumir. As cenouras são fontes de vitaminas e, acredite, até mesmo de proteínas.

Ricas em nutrientes, elas definitivamente não podem faltar na horta da chácara ou sítio.

4) Hortas em chácara ou sítios sem temperos não são hortas dignas

Comida sem tempero não é comida. Por isso, investir num belo pé de salsinha, cebolinha e manjericão tem o seu valor. Além de serem cultivadas com facilidade, os pequenos pezinhos rendem muito, e tendem a se proliferar.

E podemos lembrar que se você tiver apenas uma vaso pequeno, consegue cultivar essas folhas em uma horta vertical, em uma casa ou apartamento, ou em imóvel pequeno com pouco trabalho.

5) Morangos para aquele delírio com leite condensado

Talvez o mais difícil de cultivar na horta, mas vale a pena, não é? Afinal, quem não adora um delicioso moranguinho – além do que, esteticamente, deixa a hora impecável.

Rico em nutrientes e delicioso na boca, talvez seja a fruta que agrada tanto gregos, como troianos.

Gostoso para aquele fondue em casa a noite!

A Imobiliária Guaíra apoia a sustentabilidade

O apoio à sustentabilidade é necessário. Pequenas hortas urbanas já estão sendo construídas. Prédios com hortas suspensas, casas contando com um pequeno espaço reservado no pátio dos fundos e por aí vai.

Então não se preocupe, com casas ou apartamentos próprios ou alugados, sim, você consegue cultivar ao menos um desses vegetais, legumes ou frutas da dica da Imobiliária Guaíra.

Uma horta não se limita a alimentar aqueles que a cuidam e cultivam. Ela é um alimento ao próprio planeta, e a Guaíra Negócios tem um imenso respeito por isso.

Gostou do nosso artigo com dicas incríveis sobre Sítios e Chácaras?
Veja o nosso último 
também sobre:Morar perto da natureza em Chácara ou Sítio

e caso esse não seja seu sonho, temos um eBook novinho sobre comprar ou alugar casas para você tirar dúvidas sobre o que é melhor no seu caso, clique abaixo!

DicasLocação

More mais perto da natureza: comprar ou alugar chácara ou sítio?

Qual a melhor opção: compra ou aluguel? Descubra as peculiaridades de cada uma delas.

Depois de alguns anos morando na cidade ou depois de se aposentar, algumas pessoas têm aquele momento em que pensam: preciso morar em um lugar mais tranquilo, morar mais perto da natureza. E aí vem aquela dúvida: vale a pena comprar ou alugar uma chácara ou sítio? O que eu preciso levar em consideração na hora de tomar essa decisão?

Se afastar da vida agitada da cidade tem seus benefícios, mas é difícil  tomar a decisão de se mudar para uma chácara ou um sítio e é preciso bastante planejamento para fazer a escolha certa, com um preço ideal que caiba no bolso.

No post de hoje, vamos apresentar os prós e os contras de comprar ou alugar um sítio ou uma chácara e vamos te ajudar a tomar a decisão da forma mais acertada possível.

Qual é o seu objetivo?

A primeira pergunta é: qual é o seu objetivo com essa compra ou com esse aluguel? Você pretende ter um refúgio para os finais de semana apenas com a sua família? Ou pretende ter um espaço para chamar a família toda e fazer um churrasco, com espaço para a criançada brincar, jogar bola, piscina para nadar, enfim.

Você quer morar se afastar da vida agitada da cidade e morar mais próximo da natureza para ter contato com os animais e ter sua própria plantação? Ter mais ar puro no dia a dia e se desestressar?

Esse é um dos primeiros passos para tomar a decisão: entender seu objetivo com essa compra ou com esse aluguel. Isso porque sem um objetivo pré-determinado, não faz sentido fazer esse investimento, já que se trata de um valor consideravelmente alto a ser desembolsado inicialmente.

Qual a diferença entre chácara e sítio?

Apesar de parecerem muito, eles têm diferenças consideráveis no que se refere ao terreno: um sítio geralmente possui uma área de 5 a 40 alqueires e pode ser usado tanto para ter uma plantação quanto para o lazer da família. É comum ser dono de um sítio e ainda ter uma casa na cidade, usando o sítio aos finais de semana, feriados e férias para aproveitar o contato com a natureza.

Já a chácara possui uma área máxima de 5 alqueires e geralmente possui uma casa principal e um galpão para cultivar animais ou uma área reservada ao cultivo de frutas, legumes e vegetais. É costumeiramente usada para o lazer, mas pode ter espaço para os dois lados: o lazer e o cultivo de animais e alimentos.

O que preciso me atentar

> O estado de conservação: não dá para comprar ou alugar um imóvel desse tamanho sem qualidade no que se refere ao estado de conservação do mesmo. Uma casa com infiltração, oxidação ou alguma parte apodrecida por conta do mau uso e má conservação, não é agradável.

O proprietário que pretende vender ou alugar o espaço precisa manter a chácara ou sítio conservado, fazendo reformas periódicas e buscando mantê-la pronta para uma venda. Isso porque quem geralmente aluga frequentemente o mesmo espaço, acaba o comprando, quando percebe que a qualidade é alta.

> Localização: preze também ela localização. É ideal pegar um lugar que seja afastado da cidade, mas que você não demore mais do que 1 hora para chegar de carro, já que fazer uma viagem tão longa para chegar em uma chácara ou sítio pode acabar sendo desanimador se feito várias vezes no mês. Preste atenção também no comércio e nos estabelecimentos ao redor da chácara ou sítio como padarias, mercados, postos de gasolina, entre outros.

> Considere todos os gastos: não esqueça de pensar nos gastos extras que vai ter de agora em diante alugando ou comprando uma chácara ou sítio. Escolher um local gigantesco pode não ser a melhor opção se o dinheiro para pagar as contas ainda é uma preocupação sua. Coloque tudo na ponta do lápis e planeje bem antes de tomar qualquer decisão. Você precisa considerar os custos com manutenção – da piscina à casa – água, luz, gás e, em alguns casos, um caseiro para cuidar do espaço enquanto você não está lá.

Comprar ou alugar?

Se o seu objetivo é morar lá – suponhamos que você se aposentou -, com certeza vale a pena comprar a chácara, de acordo com suas finanças disponíveis. Mas se pretende aproveitar alguns finais de semana, feriados e as férias escolares, por exemplo, alugar pode ser a melhor opção.

Mas comprar, se você possui capital suficiente para adquirir o imóvel e mantê-lo, pode valer a pena por alguns motivos a mais além de aproveitar para descansar e desestressar, ou para morar mais perto da natureza. Ter uma chácara também ser uma fonte de renda extra no final do mês também.

Isso é possível, pois muitas pessoas têm interesse em alugar o espaço momentaneamente para celebrar festas, despedidas de solteiro, ou aproveitar um feriado ou a época de temporada. Vale a pena pensar na chácara como um investimento, já que você e sua família não irão o tempo todo para o local.

Essas considerações são ainda mais válidas também para o sítio, já que ele geralmente é maior em área. No caso dos sítios, é possível até mesmo alugar o espaço para casamentos, uma tendência muito forte atualmente.

No caso de optar pela compra, nunca se esqueça de separar um valor anual ou mensal para fazer a manutenção da residência e da propriedade de uma forma geral. Não deixe os gastos se acumularem ou você não terá dinheiro para manter sua propriedade em ordem e verá ela se deteriorar aos poucos.

Como você pode perceber, comprar ou alugar são ambas boas opções e ter uma chácara ou um sítio varia do seu objetivo com esse novo imóvel. O essencial aqui é decidir o que quer, analisar os custos e fazer um bom planejamento para não se arrepender mais tarde. Depois disso, é só aproveitar.

Gostou desse artigo? Veja o nosso artigo sobre“Como financiar um imóvel Aqui”
e se você ainda tem dúvidas sobre comprar ou alugar, acesse nosso eBook abaixo:

Dicas

Imobiliária em Santo André? Veja 5 motivos para escolher a Imobiliária Guaíra

Imobiliária em Santo André é o que você precisa? Pois bem, a Imobiliária Guaíra te mostra os motivos de ser a melhor, e, de sobra, também agenda uma visita a um belo apê.

A procura por Imobiliária em Santo André pode levar dias, talvez tanto quanto encontrar aquela casa ou apartamento perfeito para morar. Com a Imobiliária Guaíra, você encontra o combo que você tanto buscava.

Não só uma Imobiliária com anos de mercado, mas também a parceria ideal para encontrar o lar dos sonhos. Com o bom contato com todos os clientes, a Imobiliária Guaíra consegue cavar até o melhor dos imóveis em Santo André, apesar da crise.

A casa ou apartamento ideal reflete muito a personalidade do cliente. Uma imobiliária que preza por isso sempre se encontra como destaque no ramo.

É fundamental entender o lado de quem quer comprar, o desejo de onde deseja morar e, enfim, chamar um ambiente de lar. Isso não é tarefa fácil, e é por isso que muitas vezes a Imobiliária Guaíra incorpora os Irmão à Obra e acha aquela casa.

Sim, aquela! A que você está pensando nesse momento. Com um banheiro moderno, sala ampla, quartos com bom espaço, uma bela suíte e com um preço que cabe no seu bolso.

Encontrar um lar é um desafio que empolga a equipe como um todo. Afinal, a busca por uma Imobiliária em Santo André foi árdua, e escolher a Guaíra Negócios não deve ter sido ao acaso.

A competência, a visibilidade, a possibilidade e a modéstia (risos) são um diferencial que procuramos manter como lema da equipe. Uma lacuna a preencher, e assim se destacar.

Mas se você ainda não estiver certo de tudo isso que já contamos, deixe-nos tentar te convencer com 5 motivos para escolher a Guaíra como a sua Imobiliária em Santo André.

5 porquês a Imobiliária Guaíra é a escolha perfeita de Imobiliária em Santo André

Quer visitar imóveis em Santo André que sejam a sua cara? A sua família merece o melhor, e a família Guaíra respeita muito isso.

Confira, assim, cinco porquês você, que deseja comprar apartamento ou casa, deve escolher a Imobiliária Guaíra para auxiliar nesta busca.

1) Porque a Imobiliária Guaíra tem 30 anos de estrada

Na verdade são mais de 30 anos que a Imobiliária está na ativa. Foi no ano de 1987, mais especificamente no dia 12 de março, que nasceu essa empresa que até hoje só busca o crescimento.

Da satisfação ao primeiro cliente em 1987 e a dedicação ao próximo em 2018, 2019, 2020… e por aí vai! O jeito não muda, e muito menos o sorriso no rosto ao atender cada um que deseja uma casa ou um apartamento.

2) Porque é necessário dinamismo para encontrar imóveis em Santo André

Uma das grandes cidades do ABC Paulista não disponibiliza imóveis de mão beijada. É preciso averiguar, pesquisar, visitar e, claro, agradar o cliente.

Para isso, é preciso apresentar um leque de opções para cada cliente que deseja um tipo específico de imóvel. Isso não é problema para quem tem estrada longa.

3) Porque a Guaíra Negócios Imobiliários é ágil

É claro que a paciência é uma virtude, mas aliar agilidade com precisão faz com que a encontrar o imóvel ideal seja facílimo. Com velocidade, mas sempre mantendo a cautela, a busca sempre pautará a certeza.

A certeza da melhor moradia. A certeza do melhor bairro. A certeza do melhor preço.

4) Porque a Guaíra está sintonizada com o mercado de imóveis em Santo André

Uma imobiliária que conhece onde trabalha e sabe os atalhos exatos para conseguir o que há de melhor. Quem já percorreu três décadas de estrada sabe a história sobre cada esquina do Grande ABC.

Por isso, escolher uma imobiliária experiente é escolher uma imobiliária sintonizada. Seja a sintonia com o mercado, com as casas, apartamentos ou bairros.

5) Porque a equipe está aqui para te acolher

Uma Imobiliária em Santo André que entende que comprar imóvel é investir no futuro. Assim, é preciso adquirir algo a ser conservado, mantido e, assim, manter-se como patrimônio.

A Imobiliária Guaíra sempre preza por isso. Por entender e valorizar cada centavo que o cliente desprende para, enfim, investir no seu desejado imóvel.

A busca é sempre por levar o lar à quem busca, seja na compra ou no aluguel. O objetivo é um só: encontrar o lugar perfeito, o lar, doce lar.

Gostou do artigo? Veja também o último sobre “Os melhores bairros de Santo André para morar”

E se você tem dúvidas entre “Comprar ou Alugar?” leia nosso ebook abaixo!

DicasNegócios e Vendas

7 vantagens de comprar um apartamento na planta

Comprar um apartamento na planta é uma opção que ainda gera algumas dúvidas em que pensa nessa possibilidade. E isso é compreensível, pois esse tipo de compra realmente pode ser a realização de um sonho e uma oportunidade de investimento ou trazer um prejuízo acompanhado de algumas dores de cabeça.

Naturalmente, existem vantagens e desvantagens em comprar um imóvel como um apartamento direto na planta. E isso depende majoritariamente do objetivo da compra: é para residência própria – com desejo em residir imediatamente ou no futuro próximo – ou para investimento em formação de patrimônio e renda?

Geralmente, o principal dos motivos para se comprar um imóvel na planta – em especial apartamentos – é o valor mais em conta em relação à um empreendimento pronto para morar. E esse motivo é ainda mais importante quando falamos de casais ou pessoas jovens que na maioria das vezes não possuem um patrimônio formado para investimentos em imóveis, por exemplo.

Separamos hoje as principais vantagens de comprar um apartamento na planta para você verificar se esse tipo de negócio é uma boa opção para a sua realidade atual.

Confira:

  1. Imóvel novo

Essa é uma das principais vantagens e uma das mais consideradas por quem escolhe a opção de comprar um apartamento na planta. Um imóvel novinho em folha é ótimo tanto para morar quanto para investir.

É muito bom contar com um imóvel com instalações mais modernas, com a parte elétrica, hidráulica, estrutura e o acabamento completamente novos. Isso porque se esses elementos estão muito novos ainda, os custos com manutenção acabam sendo naturalmente menores, o que ainda garante mais valor em uma revenda do imóvel em um futuro próximo.

  1. Possibilidade de personalização do imóvel

Com o imóvel novinho, geralmente há espaço para personalizações como um balcão para montar uma cozinha americana no ap ou uma divisória entre a cozinha e a área de serviço.

Essa opção de personalizar seu apartamento é, sem dúvidas, uma grande vantagem do imóvel na planta. Mesmo as construtoras mais conservadoras e com menos opções de personalização conseguem dar liberdade aos clientes para realizar alguns desejos deles.

Já algumas outras construtoras possuem até o foco em construir apartamentos personalizáveis, ou seja, você pode construir seu apartamento exatamente como você deseja, com um projeto totalmente personalizado. Naturalmente, são imóveis com valor mais alto, mas com essa opção disponível.

  1. Programar-se antes de se mudar

O apartamento na planta geralmente dá ao comprador a possibilidade de se planejar muito bem antes de fazer a mudança oficialmente. Geralmente, as construtoras dão um prazo de 2 anos para a construção do edifício e para a entrega do imóvel pronto para morar. Portanto, é um tempo considerável para o planejamento da mudança.

Um ponto importante é que, enquanto você não está morando no imóvel, não precisa pagar nenhuma parcela de condomínio ou de IPTU.

  1. Condições de pagamento facilitadas

Pra quem está começando a vida adulta, essa vantagem pode ser o divisor de águas. Isso porque as construtoras costumam ser consideravelmente flexíveis no que se refere às condições de pagamento.

Além disso, elas também permitem o parcelamento da entrada e o planejamento de valores intermediários, ou até mesmo uma revisão das parcelas quando o comprador já está mais seguro financeiramente. Bem diferente de comprar um apartamento pronto, quando normalmente é necessário dar uma entrada com valor entre 30% e 40% do valor do imóvel.

  1. Valorização do apartamento

Essa vantagem chama mais a atenção de quem compra um apartamento como investimento. A valorização de um imóvel comprado na planta pode representar um valor de até 30% do custo despendido inicialmente, depois de finalizado e pronto o empreendimento em questão.

E isso ocorre justamente porque os riscos do investimento em imóveis vão diminuindo à medida que o empreendimento vai evoluindo sua construção. E com o desenvolvimento do bairro em volta do edifício, o valor naturalmente também aumenta.

  1. Preço mais acessível

Um apartamento na planta é necessariamente mais barato do que um pronto para morar, tomadas as devidas proporções, e isso por si só já é uma grande vantagem para quem ainda não tem tanta segurança financeira como falamos acima, ou mesmo para quem tem dinheiro, mas está comprando um imóvel com foco em investimento.

  1. Documentação descomplicada

Comprar um imóvel usado pode gerar uma certa dor de cabeça com relação à documentação, já que alguns registros podem estar incompletos, ou o antigo proprietário pode ter pagamentos atrasados de condomínio, IPTU ou outra taxa.

Como um apartamento na planta nunca teve nenhum outro morador ou proprietário, você não enfrentará problemas do tipo. Outro ponto importante é que a documentação em uma compra de imóvel na planta tende a ser menos burocrática, uma vez que a assinatura envolve a promessa de compra e venda, e não um contrato definitivo.

Essas são apenas algumas das vantagens de se comprar um apartamento direto na planta. Como falamos acima, qualquer opção de compra de imóvel possui vantagens e desvantagens, por isso, é importante analisá-las muito bem e com muita calma para tomar a decisão mais acertada frente à sua realidade de vida no momento e ao seu objetivo com essa compra.

Gostou do artigo? Veja o nosso super útil sobre: Moradia para estudantes