Tag: comprar imóvel

Mercado Imobiliário

Qual a melhor hora para investir em imóveis?

Investimentos imobiliários são sempre extremamente considerados dentro do pool de investimentos existentes, seja por instituições bancárias ou empresas especializadas em organizar investimentos de pessoas físicas ou jurídicas. Isso acontece, em grande parte, devido à crescente valorização dos bens imobiliários e ao fato de este ser considerado um investimento seguro.

Além disso, o crescimento do setor de construção civil na última década, incentivado principalmente pela ascensão da classe média brasileira, criou uma série de oportunidades para a compra de imóveis. Ainda assim, é preciso avaliar muito bem o otimismo em torno desse tipo de investimento. Isso porque variáveis como a localização, o tipo de imóvel, as condições de pagamento, os juros, os riscos e até mesmo o valor de revenda são fatores que devem nortear a sua decisão.

O mercado imobiliário brasileiro e a venda de imóveis em 2018

De 2008 a 2012, o mercado imobiliário brasileiro viveu um boom gigantesco: viu uma grande alta da oferta, dos valores e dos financiamentos oferecidos. Naturalmente, o  mercado estava superaquecido àquela época e muita gente ganhou bastante dinheiro com investimentos e venda de imóveis.

Hoje, em 2018, o cenário se modificou consideravelmente. Acabamos de enfrentar uma crise financeira muito por conta do caos político que o Brasil viveu de 2014 a 2017. Os primeiros sinais de recuperação do mercado imobiliário já foram vistos no fim de 2017, no entanto, 2018 tem boas previsões. Este ano está oferecendo uma grande chance para quem quer começar a investir e também para os que buscam diversificar. Como falamos acima, investir em imóveis é uma opção segura, rentável, e que no geral oferece ótimas chances de lucro. Esse investimento tem características muito mais delineadas com o perfil de investidores conservadores, que buscam evitar dores de cabeça com flutuações de mercado financeiro sem abrir mão do lucro.

De acordo com o economista Ricardo Amorim, a recuperação do mercado imobiliário em 2018 pode ser enxergada por meio de alguns indicadores como a alta dos estoques nas construtoras, o acesso facilitado ao crédito imobiliário, a revisão de crescimento do PIB Brasileiro – ponto que impacta diretamente a geração de novos empregos, aumento de renda – e, por fim, a queda da taxa SELIC para níveis próximos de 7% a.a este ano.

Para o professor da FGV, Alberto Ajzental, essa queda da taxa SELIC e a diminuição gradual da inflação, que caminha para baixo da meta do Banco Central, são alguns dos motivos que fortalecem a economia a longo prazo tornando-a mais estável. Isso, junto com o fato dos valores dos imóveis não estarem tão elevados e não terem uma previsão de disparada nos próximos anos, cria um ambiente extremamente propício para investimentos imobiliários.

Embora as taxas de desemprego ainda estejam muito altas, o consumidor brasileiro já tem um pouco mais de segurança e confiança para investir em imóveis. Mesmo assim, é preciso ficar atento à estabilidade no próprio emprego. Além disso, como os financiamentos são todos a longo prazo, o ideal é não comprometer mais que 25% da renda líquida com prestações de financiamento.

Investir em um imóvel é uma boa pro meu perfil?

Se você quer dinheiro a curto prazo, o imóvel definitivamente não é um bom investimento. Isso porque a liquidez é consideravelmente baixa, a venda costuma ser demorada, já que se trata de um bem com valor alto de venda, isso sem contar que a venda dele é mais difícil em um momento de crise como a que acabamos de viver nos últimos 4 anos. Investir em um imóvel para deixá-lo parado ou vazio também não é uma boa ideia, já que isso influencia diretamente a economia, pois muitos imóveis vazios fazem com que os preços dos aluguéis caiam. Além disso, imóvel vazio tem custos de manutenção por conta do proprietário.

Por outro lado, existem aqueles que gostam de investir em imóveis pela estabilidade como falamos acima e pela garantia de uma renda passiva, com o aluguel do apartamento ou casa, por exemplo. Alugar um imóvel requer cuidados como a busca por uma imobiliária confiável para fazer sua gestão, mas, encontrando-a, é uma ótima oportunidade.

E essa é a soma a ser feita: muitas vezes as pessoas pensam que o retorno do imóvel é somente o valor do aluguel, ou, a valorização do mercado; mas, o correto é somar os dois valores (somar o aluguel recebido durante todo o ano e a valorização do anual do imóvel).

Falando ainda sobre o investidor que busca a renda passiva do aluguel, existem os que são ainda mais conservadores e procuram investir em um imóvel mais caro, em um bairro mais nobre com a certeza de que o investimento é bom e trará retorno.

No caso dos investidores que pensam na valorização do imóvel no futuro, muitos escolhem o imóvel em um bairro que está em expansão ou passando por melhorias públicas e compram um imóvel em construção, com valores mais baixos. Como acabam fazendo esse tipo de investimento para alugar durante o período de valorização e posteriormente para vender, as chances de ganhos mais altos são enormes.

Conclusão

Como basicamente qualquer tipo de investimento, a aposta em imóveis também envolve riscos. Logicamente, existem aqueles que conseguem ganhos maiores, por conta de um bom planejamento, um bom timing de compra e uma visão de futuro muito alinhada com a cidade e com a economia do país. Para alguns, o investimento pode não dar certo, sendo afetados por uma desvalorização ou pela estagnação, o que não costuma ocorrer com tanta frequência, mas é possível.

Assim como grandes investidores fazem, o comprador de imóvel precisar saber “ler” o mercado e avaliar suas decisões. Por isso, é fundamental entender todas as condições para fechar a negociação, como por exemplo, a previsão de gastos futuros e dos ganhos atuais.

Isso significa que investir em imóveis é sim uma boa opção para aqueles que se empenham em fazer o melhor negócio possível: aquele que cabe no bolso e gera retornos a longo prazo.

Gostou do artigo e quer conhecer o nosso site?
Acesse http://guairaimoveis.com.br

Casa ou apartamento: qual o melhor para comprar?
Negócios e Vendas

Casa ou apartamento: qual o melhor para comprar?

Veja os prós e contras de cada opção e descubra se o seu perfil é de um dono de casa ou apartamento.

A maioria dos brasileiros aponta o sonho da casa própria como o maior deles. A decisão de investir na compra de um imóvel é também uma das maiores da vida de qualquer pessoa e, por isso, deve ser tomada com toda a atenção. Além disso, é preciso analisar os prós e contras de acordo com o seu perfil e da sua família, para que não existam arrependimentos posteriores. Afinal de contas, geralmente é um investimento que leva anos – ou até décadas – para se concretizar.

Mas depois de um longo período poupando dinheiro, vem a dúvida: comprar uma casa ou um apartamento?

Para responder essa dúvida, é preciso observar alguns pontos importantes como o espaço do imóvel, a praticidade e privacidade, barulho, a convivência com vizinhos, segurança, opções de lazer e conforto, entre outros. Existem os perfis que gostam dos dois e a escolha, em casos como este, acaba sendo motivada por questões também financeiras. Analisaremos cada caso a seguir:

1. Apartamentos

Veja os prós de comprar um apartamento

O público que costuma preferir um apartamento prioriza questões como segurança e praticidade, seja com relação à limpeza ou com relação ao fato dos apartamentos serem costumeiramente mais próximos do centro da cidade ou de locais comerciais.

Pontos como o maior número de vizinhos e funcionários cuidando da entrada e saída do prédio 24 horas por dia, fazem com que o proprietário se sinta mais seguro contra assaltos e problemas do gênero. Logicamente, morar em um prédio não é a solução para a violência no país, mas ajuda a evitar transtornos maiores em épocas de férias, por exemplo, ou no caso de proprietários que ficam o dia inteiro fora do imóvel deixando-o vulnerável a assaltantes.

Outro ponto importante para quem considera um apê é a limpeza. Devido ao fato dos apartamentos serem mais compactos do que as casas, mantê-los limpos e organizados demandam menos tempo e esforço. Isso representa uma enorme vantagem para quem passa o dia inteiro fora, trabalhando ou estudando.

A proximidade do trabalho e de pontos estratégicos da cidade, como dissemos acima, é outro fator decisivo para escolher um apê em vez de uma casa. Apesar de haver casas em todas as regiões, existem mais opções de apartamentos em bairros mais valorizados. Isso se deve, principalmente, ao movimento de verticalização que as grandes cidades vivenciaram nos últimos anos.

Os apartamentos também costumam apresentar mais opções de lazer para os moradores. Piscinas adultas e infantis, quadras poliesportivas, academia, bike share, áreas verdes, saunas e playgrounds, espaços gourmets, entre outras. Existem prédios que pensam nestas opções como diferenciais para os moradores.

Veja os contras de comprar um apartamento

Logo de cara, o principal contra de quem quer um apartamento e vai ter que necessariamente morar em um condomínio é a aceitação de regras pré-definidas. Logicamente, é possível participar das assembleias posteriores e tentar modificar algumas delas, mas naturalmente sempre haverá alguma insatisfação com relação a alguma regra.

Para muitas pessoas, isso não é fácil. Mas sempre haverá um estatuto que determina diversas normas. Isso é especialmente desconfortável para quem prefere fazer as coisas à sua maneira. Por isso, é importante avaliar bem o estatuto do condomínio em que a pessoa pretende comprar o imóvel para saber se as regras estão de acordo com suas vontades. Lembrando: regras como proibir animais de estimação dentro do apartamento não são válidas e podem ter complicações judiciais caso aplicadas.

A convivência com barulho, seja excessivo ou não, também incomoda. Morar em um condomínio exige paciência com relação a esse assunto, já que as unidades geralmente dividem paredes finas ou não possuem um bom projeto acústico, o que pode gerar desconforto. Até mesmo os passos dos moradores do andar de cima acabam sendo um incômodo para algumas pessoas.

Outro ponto importante é que há a necessidade de se pagar um valor mensal de condomínio para custear as despesas com funcionários, produtos de limpeza, energia e água do prédio ou do condomínio como um todo.

2. Casas

Conheça os prós de comprar uma casa

Quem busca uma casa, na maioria dos casos, busca três coisas principais: mais espaço, liberdade e privacidade. Além disso, é uma ótima opção para famílias maiores e para os saudosistas que buscam rememorar a infância na casa da vó. 😉

Quem gosta de acumular muitos objetos costuma preferir uma casa com área externa, ótima para criar plantas, fazer uma horta, criar animais de estimação – especialmente cachorros de grande porte – e ter uma área de lazer exclusiva. Esse último ponto é imprescindível para quem tem crianças na família. Organizar as festas de aniversário na própria área de lazer é uma ótima ideia, além de receber amigos e familiares com mais espaço. O quintal acaba se tornando um ótimo ambiente para essas situações.

Contras de comprar uma casa

Naturalmente, a segurança é um dos principais pontos negativos para quem mora ou quer morar em uma casa, especialmente nos maiores centros urbanos do Brasil. A alternativa aqui é investir em um imóvel dentro de um condomínio horizontal fechado. Porém, ao investir em um condomínio de casas, a despesa com ele volta a ser um problema e, ao mesmo tempo, uma solução.

Ter um espaço maior é muito bom, mas também pode se tornar um problema, resultando em mais trabalho doméstico. Não costuma ser fácil lavar o quintal ou manter todos os cômodos organizados no dia a dia. Além da limpeza, também é necessário tomar conta da manutenção da fachada do imóvel. Isso porque ignorar essa despesa desvaloriza o imóvel.

Conclusão

Qualquer uma das opções – casa ou apartamento – possuem vantagens e desvantagens. O que vale muito antes de investir no seu imóvel é fazer as coisas com calma. Analise seu perfil, seus gostos e objetivos a curto, médio e longo prazo. Se tiver filhos jovens, converse com eles e veja o que preferem. Espere pela oportunidade de um bom negócio. Tendo isso em mente, com certeza sua escolha será a melhor possível.

comprar-ou-alugar-um-imóvel

 

Fontes:
• Revista.zapimoveis.com.br
• Leardi.com.br
• Epocanegocios.globo.com

Diferenças entre comprar imóvel usado ou na planta
Negócios e Vendas

Comprar imóvel usado ou na planta?

Descubra as características das duas opções e saiba qual investimento é mais indicado para você.

A compra de um imóvel é uma grande conquista, um investimento de peso para qualquer pessoa, seja física ou jurídica. Não importa se o imóvel foi comprado com o intuito de ser alugado ou se o proprietário pretende utilizá-lo como moradia, esse é o sonho de muitos brasileiros: investir em um imóvel para garantir rendimentos extras ou ter a casa própria.

E 2016 foi um ano propício para quem quis investir em imóveis para morar. Isso porque a diminuição nos preços ajudou aqueles que buscavam uma opção para deixar o aluguel de lado e comprar seu próprio imóvel. À vista ou financiado, a aquisição de uma unidade na planta ou usada é bastante atrativa por algumas vantagens interessantes que vamos falar neste artigo.

Imóvel usado

De acordo com uma análise do Secovi -SP (Sindicato da Habitação), para cada imóvel novo são vendidos sete imóveis usados no Brasil. Esse mercado possui uma força considerável devido à maior oferta, preços mais baixos (em comparação a um imóvel novo pronto) e facilidades na hora da mudança (o famoso pegar as chaves e entrar).

Imóvel novo ou na planta

Essa é uma das opções mais atrativas para quem busca uma propriedade para morar, seja um apartamento ou casa, e faz parte de um mercado em crescimento.

Para conhecer as diferentes características entre um imóvel novo na planta e um usado, separamos a seguir 9 vantagens que abrangem as duas opções.

Vantagens de um imóvel novo na planta

1. Preço acessível

Comprar um imóvel direto na planta tem um preço relativamente mais acessível do que o imóvel já pronto. Muitas construtoras e imobiliárias estão mais flexíveis no que se refere às formas de pagamento e alguns descontos ou vantagens para os interessados em adquirir uma propriedade.

É uma boa opção para quem quer gastar um pouco menos e ainda assim adquirir um imóvel em seu nome. Isso porque como o empreendimento ou a casa ainda estão sendo erguidos, os valores costumam ser naturalmente um pouco menores.

2. Alta valorização do imóvel

O investimento em um imóvel na planta costuma ser certeiro e garantir uma alta valorização do mesmo. Os dividendos podem ser ainda maiores se você buscar por um bairro com potencial de crescimento, que esteja recebendo melhorias em infraestrutura como estações de metrô ou pontos de ônibus, bem como projetos de grandes empreendimentos como shoppings e condomínios.

3. Pagamento com melhores opções

Logicamente, quando compramos um imóvel na planta ou recém-lançado direto da construtora ou imobiliária temos mais opções de pagamento do que comprando com uma pessoa física. Isso porque no primeiro caso, é possível pagar cerca de 30% do valor até a entrega das chaves e dividir o restante em parcelas, ou com a própria empresa através de um contrato ou com um financiamento em uma instituição bancária.

4. Documentação segura e descomplicada

Também na mesma modalidade, a situação da documentação da propriedade é sempre menos complexa. As unidades para a venda chegam sem problemas de uso – justamente pelo fato de serem lançamentos – sem falhas na documentação para a venda, diferentemente de imóveis usados, que muitas vezes apresentam propriedades em inventário, registros incompletos, atrasos no pagamento de taxas e impostos, entre outros.

5. Criação de um patrimônio

Ao comprar um imóvel você pode desfrutar das vantagens de adquirir uma propriedade moderna, ou criar um patrimônio, pois o investimento tem retorno praticamente garantido em médio e longo prazos. Esse retorno só deixa de ser garantido em casos muito extremos, como por exemplo em situações de crise em um setor específico. Isso significa que esse investimento é uma alternativa certeira para quem quer empregar bem o seu capital.

Vantagens de um imóvel usado

6. A possibilidade de perguntar para os vizinhos sobre o bairro

Imóveis usados têm uma grande vantagem: outra pessoa já testou antes de você. A priori, isso pode parecer uma desvantagem, mas fica mais fácil verificar possíveis problemas, falhas e coisas a serem consertadas. Além disso, no caso de uma visita ao imóvel, acompanhado do corretor imobiliário ou do proprietário, é ideal que você chegue mais cedo e dê uma volta a pé ao redor da propriedade para verificar se há uma boa rede de serviços (padarias, lanchonetes, farmácias, lojas em geral).

Essa vistoria também deve incluir uma conversa informal com vizinhos e com o zelador, no caso de prédios e condomínios, além de um papo mais formal com o síndico, caso possível. Com isso, você pode encontrar os sinais de organização ou desorganização da vizinhança.

7. A possibilidade de verificar se tudo está funcionando

Outra vantagem bem próxima da anterior é a possibilidade de verificar também cada canto do imóvel: acionar interruptores, abrir torneiras, usar o banheiro, inclusive pedir para um profissional analisar mais profundamente a estrutura do imóvel, como o sistema hidráulico, rede elétrica, entre outros pontos que possam necessitar de alguma reforma ou adaptação.

Basta negociar com o proprietário ou com a imobiliária para pedir isso. Com isso você ficar sabendo rapidamente sobre a situação geral do imóvel que quer comprar.

8. Velocidade na entrega do imóvel

Esse ponto é, com certeza, uma das maiores vantagens e a mais óbvia de todas: a velocidade da entrega do imóvel é muito superior a de comprar um imóvel na planta, por exemplo, o que pode pesar muito na hora de escolher esse tipo de compra.

Como você viu, comprar um imóvel apresenta uma série de vantagens e, sem dúvidas, é também uma excelente opção de investimento. Analise todas as variáveis e veja qual se encaixa melhor nas suas condições atuais.

comprar-ou-alugar-um-imóvel

 

Fontes:
• Epocanegocios.globo.com
• Vivareal.com.br
• Trisul-sa.com.br

9 vantagens em comprar um imóvel
DicasMercado Imobiliário

9 vantagens em comprar um imóvel

Descubra os benefícios de adquirir a casa própria e por que vale a pena investir nesse sonho.

Realizar o sonho da casa própria é o desejo de basicamente todos os brasileiros. Mas  antes de realizar esse sonho, é necessário ter certeza de que este é o seu momento certo para comprar um imóvel. Pense nas seguintes questões:

• Você tem alguma dívida que ainda precisa ser quitada?
• Arranjou um emprego que te dá estabilidade financeira?
• Ganha o suficiente para pagar as parcelas de um financiamento, caso seja necessário?
• Tem certeza que quer morar nessa cidade por muito tempo e comprar o imóvel?

Sabendo a resposta para essas perguntas, o próximo passo é definir se vai pagar o imóvel utilizando um financiamento ou se vai pagar à vista. A maior parte das pessoas opta por pagar um financiamento, com taxa de juros e parcelas a perder de vista. Mas e se você puder pagar à vista?

Esse é o mundo ideal: acumular um valor para comprar um imóvel quase à vista ou de uma só vez. Isso é bom pois, além de não pagar taxas de juros, o desconto acaba sendo maior na hora do pagamento. É preciso disciplina e planejamento para realizar esse sonho. Escolher o imóvel e o valor dele antes de começar a poupar também é o melhor caminho. Depois é preciso começar a economizar com todos os gastos, a fim de economizar bastante e de forma rápida.

Mas existem outras vantagens além de ganhar bons descontos. Falaremos
delas a seguir.

1 – Laço afetivo com a casa

Seja uma casa, apartamento ou chácara, o laço afetivo com o imóvel é o principal detalhe aqui. Este será o lugar onde sua família vai viver. Ou seja, você verá seus filhos crescerem e todas as histórias serão contadas nesse ambiente. Portanto, é bom que seja um lugar que você se sinta muito bem.

2 – Facilidade no financiamento

As construtoras e imobiliárias estão tentando reaquecer o setor imobiliário, facilitando as formas de financiamento e reduzindo toda a papelada e burocracia. Esse é o momento ideal para aproveitar aquele seu saldo parado do FGTS.

3 – Decoração

Essa é aquela vantagem que todos que estão com a compra do imóvel na cabeça mencionam: a possibilidade de fazer o que você quiser com o imóvel, já que ele será todo seu. Você poderá fazer qualquer reforma que desejar. Derrubar paredes para ampliar alguma área, pintar da cor que você quiser sem ter que se preocupar com a vistoria no fim do contrato de aluguel. Além disso, se decidir vender ou locar, terá liberdade para fazer sua negociação.

Quando você é o dono, fica muito mais simples fazer alguma mudança na planta ou no imóvel em si.

4 – Maior zelo

Querendo ou não, quando você mora em um imóvel alugado, você cuida bem dele, mantém tudo arrumado, tenta arrumar os problemas estruturais com o proprietário, mas quando o imóvel é seu, o zelo acaba sendo um pouco maior, já que qualquer problema com ele terá que ser resolvido por você. E todos os custos também ficarão por sua conta. Isso cria a noção de que precisamos cuidar ainda mais do imóvel para
manter a qualidade dele.

5 – Senso de comunidade

Quando você começa a morar em um imóvel próprio, você naturalmente cria a noção de que pertence à uma comunidade, que faz parte de um grupo de pessoas que se ajudam e que fazem a diferença no dia a dia. Você fica muito mais aberto para conhecer seus vizinhos e criar laços onde mora.

6 – Vizinhos podem se tornar amigos próximos

Com base na vantagem acima, seus vizinhos, que são parte dessa comunidade, acabam muitas vezes se tornando amigos próximos.

7 – Laços com a cidade

Quando você compra um imóvel e se fixa em uma cidade, acaba criando laços com ela e com sua cultura. Seus hábitos, sua rotina, seus lugares favoritos, tudo isso estará intimamente ligado com qual cidade escolheu para morar.

8 – Valorização do imóvel enquanto desfruta dele

Aplicar seus recursos em um imóvel é sempre uma boa ideia. Isso porque você pode morar e, se chegar o momento de se mudar, você poderá alugar seu imóvel e garantir uma renda fixa todos os meses por um longo período. Caso você for financiar um novo imóvel, é possível usar o dinheiro do aluguel também para quitar as prestações.

9 – Retorno sobre o investimento

O imóvel também possui um retorno praticamente garantido. Isso porque, caso haja a necessidade de vendê-lo, a valorização do imóvel trará um pouco mais de valor monetário para a negociação. A ideia é simples: você quase nunca perde dinheiro, pois um imóvel vai se valorizando com o passar do tempo. Além disso, o déficit imobiliário no país, que gira na casa dos 7 milhões de moradias, é mais uma garantia de que sempre haverá mercado para compra e venda.

É por essas e muitas outras vantagens que vale a pena investir no sonho da casa própria. O caminho pode ser um pouco mais longo, por conta do maior investimento, mas poder viver em um imóvel só seu é uma realização e tanto.

comprar-ou-alugar-um-imóvel

 

Fontes:
• Caixa.gov.br
• Epocanegocios.globo.com
• Valoreimoveis.com.br